Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1024
Título: A Biomassa Verde e Lenhosa dos Espaços Urbanos como Fonte Energética para os Edifícios Públicos da Cidade de Viseu
Autor: Viana, Helder
Pinto, Nuno
Costa, Daniel
Barracosa, Paulo
Palavras-chave: Biomassa verde
biomassa lenhosa
podas urbanas
edifícios públicos
Viseu
Data: 6-Out-2009
Editora: Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais
Resumo: A biomassa gerada pelos espaços verdes urbanos constitui uma fonte de resíduos significativa que, muitas vezes, é direccionada directamente para aterros podendo ser aproveitada para fins energéticos, nomeadamente no aquecimento térmico de alguns edifícios públicos. O presente trabalho apresenta a quantificação da biomassa verde indiferenciada gerada pelos espaços verdes urbanos, depositada nos pontos de recolha específicos, e da biomassa lenhosa proveniente das podas realizadas nas árvores existentes na cidade de Viseu. Simultaneamente, estimam-se as necessidades energéticas (eléctricas e térmicas), no Verão e Inverno, dos principais edifícios públicos da cidade. A quantificação dos resíduos produzidos anualmente foi avaliada por inquéritos às empresas responsáveis pelas podas das árvores da cidade, à autarquia e ao centro de tratamento dos resíduos sólidos urbanos, para o período de 2004 a 2007. Fez-se também a estimativa a partir da caracterização dendrométrica do parque arbóreo existente, a qual serviu para comparar e validar os resultados obtidos. As necessidades energéticas médias anuais foram estimadas a partir do inquérito realizado, no período entre 2004 e 2006, em 49 edifícios públicos como escolas, unidades de saúde, edifícios da autarquia, entre outros. Os resultados mostram que as necessidades térmicas médias anuais dos edifícios estudados rondam os 109.245,78 GJ. A biomassa produzida ronda as 106,5 t/ano de resíduos lenhosos e 103,3 t/ano de resíduos verdes, os quais foram convertidos em valores de energia. A biomassa unicamente lenhosa poderia suprir cerca de 10,3% das necessidades térmicas de Inverno, das 19 escolas levantadas nestes estudo. Dado que muita da biomassa produzida na cidade não é contabilizada, uma vez que é depositada juntamente com os resíduos sólidos urbanos, o potencial energético destes resíduos poderia ser muito superior.
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1024
Aparece nas colecções:ESAV - DEAS - Documentos de congressos (comunicações, posters, actas)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2009_A Biomassa Verde e Lenhosa dos Espaços Urbanos_6CFN.pdf354,22 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.