Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1115
Título: Tecnologias de processamento de REEE
Autor: Almeida, Dina Bela Rodrigues
Orientador: Lopes, Luísa Paula Gonçalves Oliveira Valente da Cruz
Palavras-chave: REEE
Fluxos operacionais
Fracções
Desmantelamento manual
Tecnologias de tratamento.
Data de Defesa: Jul-2011
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Resumo: A produção de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos têm vindo a aumentar ao longo dos anos, com tendência para sofrer um crescimento exponencial nas próximas décadas. Estes apresentam na sua constituição, elementos valiosos e substâncias perigosas, pelo que, é fundamental seguirem formas correctas de tratamento e eliminação de modo a diminuir os impactes ambientais e recuperar todos os materiais relevantes. O principal objectivo deste estudo consistiu em caracterizar os processos utilizados na reciclagem e tratamento dos diferentes Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (REEE). Para tal, realizou-se um estágio numa Unidade de Tratamento e Valorização (UTV) de REEE, na qual, se estudou o processamento de 4 fluxos: fluxo B - Equipamentos de Arrefecimento e Refrigeração, Fluxo C - Pequenos Equipamentos; fluxo D -Lâmpadas Fluorescentes e fluxo E - Monitores e Televisores. O estudo efectuado mostrou que o processamento de equipamentos eléctricos e electrónicos em fim de vida se baseia em dois objectivos principais, na remoção de componentes perigosos e na recuperação de materiais valiosos ou reutilizáveis, sendo realizado, essencialmente, através de duas operações, o desmantelamento manual e o uso de tecnologias mecanizadas. O desmantelamento manual é aplicado em todos os fluxos com excepção do fluxo D e permite a recuperação total dos elementos presentes nos REEE sem perigo de contaminação, por sua vez, as tecnologias mecanizadas são usadas nos fluxos E, D e B e o seu uso permite optimização da produtividade. Da análise do processamento efectuado aos 4 fluxos de REEE estudados resultou uma elevada diversidade e complexidade de materiais, nomeadamente, motores, cabos eléctricos, plásticos, alumínio, cobre e ferro. Os resultados obtidos neste trabalho permitiram concluir que os componentes mais abundantes nos diferentes fluxos são: o plástico (26,74% e 22% no fluxo B e E, respectivamente), o ferro (36,45% no fluxo C) e o vidro (92,4% e 62,2% para o fluxo D1 e D2, respectivamente).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1115
Aparece nas colecções:ESTGV - DA - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Corpo de Texto.pdf1,23 MBAdobe PDFVer/Abrir
Capa trabalho.pdf24,2 kBAdobe PDFVer/Abrir
Folha de rosto.pdf20,33 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.