Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1130
Título: Agregação de redes sociais
Autor: Fonseca, Vítor Manuel Seixas da
Orientador: Tomé, Paulo Rogério Perfeito
Palavras-chave: Rede social
Internet
Agregação
Programação
Desenvolvimento de software
Arquitectura cliente-servidor
Comunicação online
Data de Defesa: Fev-2011
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Resumo: Os últimos anos, em especial os anos de 2009 e 2010, foram claramente marcados pela exponencial divulgação e utilização das redes sociais na Internet como forma primária de comunicação. O Twitter, uma rede de micro blogging, foi dos que mais notoriedade ganhou desde a sua criação, em 2006, devido à simplicidade e rapidez com que se seguem e publicam as actualizações dos utilizadores, quase em tempo real. O Facebook, é o fenómeno do momento e teve desde a sua criação, em 2004, o crescimento mais abrupto da história de qualquer ferramenta de comunicação utilizada até à data, conta com cerca de 500 milhões de utilizadores activos de todo o mundo e é um caso de referência da sociedade moderna, independentemente da geração. Várias outras redes sociais, vocacionadas para vertentes específicas de utilizadores, continuam a nascer ou a sobreviver, contando com comunidades de utilizadores enormes que, com a massificação da Internet, vêem nestas comunidades, a forma mais eficaz e preferencial de obter informações sobre os mais variados assuntos, como exemplos, o MySpace, uma rede social que permite a criação de páginas pessoais, vulgarizada por músicos e bandas em ascensão para divulgar o seu trabalho, O LinkedIn, uma rede vocacionada para relações profissionais e de apresentação no mercado laboral, o Foursquare, que surgiu recentemente, e permite a divulgação da localização geográfica, pontos de interesse e comentários entre utilizadores. Cada uma no seu ramo, ou tentando competir entre elas quando têm conceitos semelhantes, o importante é que há dezenas de redes sociais, e que continuam a surgir cada vez mais, cada uma com o seu vasto leque de utilizadores e cada utilizador, com presença em várias delas. A única forma de não se promover apenas algumas das redes sociais em detrimento das demais, é a agregação! Tornar fácil a presença de um utilizador em várias redes, de uma só vez, comunicando com todos os seus contactos, independentemente da sua rede. Todas as redes sociais actuais disponibilizam acesso às suas plataformas de variadas formas, sendo a maioritária a utilização de browsers em computadores. Por vezes fornecem as suas próprias aplicações, mas o mais importante é a disponibilização de APIs que permitam a programadores desenvolver as suas próprias aplicações de interacção com essa rede social abrindo portas a que criativos, externos à organização, criem aplicações que popularizem a sua rede social. Este trabalho visa à concepção e desenvolvimento de uma plataforma de agregação de várias redes sociais, disponibilizando uma API própria, que permite a implementação de aplicações cliente unificadas, levando o utilizador a abstrair-se da proveniência das actualizações dos seus contactos e publicando as suas próprias para todos eles. Neste trabalho, para completar a solução informática, foram ainda implementadas algumas aplicações cliente, perfeitamente escaláveis e que tentam, utilizando a plataforma, colmatar os problemas das aplicações agregadoras que têm vindo, recentemente, a ser criadas, mas que acedem directamente às APIs das redes sociais, e são, assim, constantemente penalizadas pelas alterações, por vezes sem aviso prévio, dos métodos e interfaces de acesso às suas funcionalidades, provocando que estas deixem de funcionar e necessitem de constantes revisões e desenvolvimentos. Trata-se de um sistema em modelo cliente-servidor, que implementa o conceito de agregação feito no servidor, como que criando uma rede social paralela que agrega as demais, criando uma credencial de acesso única que permite ao utilizador aceder à plataforma em várias aplicações, sem que tenha que configurar consecutivamente as suas contas. No caso de estudo actual, a chave de agregação foi o MSISDN (número de telemóvel) de um operador de comunicações móveis e aplicações vocacionadas para dispositivos móveis.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1130
Aparece nas colecções:ESTGV - DI - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao MSTIO 6310.pdf3,72 MBAdobe PDFVer/Abrir
Proposta de Tema.pdf763,79 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.