Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1205
Título: Da Responsabilidade Infinita. Uma visão sobre o Código Deontológico da Associação Portuguesa de Gestores do Património Cultural
Autor: Guimarães, Anabela de Jesus
Palavras-chave: Ética
Deontologia
Profissão
Património cultural
Data: Jun-2012
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Guimarães, Anabela de Jesus (2012). Da Responsabilidade Infinita. Uma visão sobre o Código Deontológico da Associação Portuguesa de Gestores do Património Cultural. Millenium, 42 (janeiro/junho). Pp. 161-173.
Relatório da Série N.º: 42;
Resumo: A Ética e a Deontologia estão transversalmente presentes nas atividades humanas. Os gregos antigos, os romanos, enfim na civilização clássica, tinham preocupações desta índole cuja pretensão era a de conduzir as suas vidas no rumo do bem e da boa conduta. A evolução conceptual de ética é filha dos diversos momentos históricos, das diversas culturas. A teorização à sua volta tem envolvido vários pensadores e filósofos. Cada um com uma visão particular sobre as suas implicâncias na vida, na praxis humana. As profissões, diversas, têm, na maioria dos casos, o seu Código de Ética ou de Deontologia. Várias são as inspirações filosóficas que lhes subjazem. Neste artigo pretendemos refletir sobre a pertinência da Responsabilidade, inspirada por Emmanuel Levinas, no Código Deontológico da Associação Portuguesa de Gestores do Património Cultural.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1205
Aparece nas colecções:RE - Número 42 - Junho de 2012

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Da Responsabilidade Infinita.pdf151,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.