Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1251
Título: Análise sensorial, estudo da coloração característica e perfil de aminoácidos da pêra passa de Viseu.
Autor: Cunha, Pedro
Rocha, Sílvia
Correia, Ana Cristina
Guiné, Raquel
Coimbra, Manuel
Palavras-chave: Peras
Análise sensorial
Aminoácidos
Data: 2010
Editora: CI&DETS
Citação: Cunha P, Rocha SM, Correia AC, Guiné R, Coimbra MA. (2010) Análise sensorial, estudo da coloração característica e perfil de aminoácidos da pêra passa de Viseu. in Guiné R (Ed.) Secagem de Peras. Da tradição à ciência. Capítulo 12, pp.189-203, CI&DETS, Viseu.
Resumo: A pêra de S. Bartolomeu (Pyrus communis L.) é um produto tradicional secado ao ar livre, de coloração castanho-avermelhada e propriedades elásticas únicas. Para substituir a secagem tradicional sem que as propriedades organolépticas sejam alteradas foram desenvolvidas duas estufas solares e um túnel de ar quente. Os resultados da análise sensorial mostraram que as estufas solares possuem a capacidade de substituir a secagem tradicional. A secagem em túnel produziu, no entanto, um produto sensoriamente aceitável em todos os parâmetros excepto na cor creme que apresentou. De maneira a estudar as diferenças verificadas na coloração do produto secado em túnel em relação aos restantes foi realizado o estudo do desenvolvimento da coloração característica. Este estudo permitiu simular este processo em laboratório conjugando factores como o pH, a temperatura e a humidade. A ocorrência de reacções de Maillard durante a secagem surgiu como hipótese, tendo-se verificado que os níveis mais elevados de compostos diagnóstico da ocorrência de reacções de Maillard foram detectados para as peras tradicionais, enquanto que as peras secadas em túnel apresentaram os níveis inferiores. Assim, é possível afirmar que a secagem da pêra de S. Bartolomeu promove a ocorrência de reacções de Maillard e que estas reacções podem contribuir para a coloração característica do produto. Foram também realizadas análises de aminoácidos para estudar o efeito da secagem no perfil de aminoácidos dos frutos. Os resultados mostraram que a secagem não afectou significativamente o perfil em aminoácidos constituintes das proteinas, mas afectou o perfil de aminoácidos livres, promovendo o aumento do teor em prolina. Os aminoácidos essenciais Ile (10%), Val (7%), Lys (6%), Thr (4%) e Phe (3%) mostram que a Pêra Passa de Viseu é uma fonte de alguns aminoácidos com valor nutricional.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1251
Aparece nas colecções:ESAV - DIA - Capítulos (ou partes) de Livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2010_Livro projecto peras_Cap_11.pdf565,92 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.