Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1479
Título: Relação doente/profissional de saúde e adesão terapêutica na cardiopatia isquémica
Autor: Augusto, Ana Patrícia Ramos
Palavras-chave: Adesão à medicação
Cooperação do doente
Estilo de vida
Isquémia do miocárdio
Psicometria
Relação profissional-doente
Life Style
Medication adherence
Myocardial ischemia
Patient compliance
Professional-patient relations
Psychometrics
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: Título do Trabalho: Relação doente/profissional de saúde e Adesão Terapêutica na Cardiopatia Isquémica. Enquadramento: A relação estabelecida entre profissionais de saúde e doentes é influenciada por vários fatores e tem sido apontada como forte preditora da adesão à terapêutica (CABRAL; SILVA, 2010). Objetivos: Relacionar variáveis sociodemográficas, de saúde, farmacológicas e os estilos de vida com a RDP; estimar a predição da variável “RDP” na adesão terapêutica no doente com doença cardíaca isquémica. Métodos: Estudo transversal e correlacional; Amostra: 110 utentes (sexo masculino 68,2%, feminino 31,8%). Dados obtidos através de questionário constituído por uma componente sociodemográfica e outra de saúde, uma escala de Avaliação da RDP e uma escala de Avaliação da MAT (DELGADO; LIMA 2001). Resultados: As habilitações literárias influenciam o valor global da RDP (p=0,033). Os indivíduos com rendimento mensal mais elevado possuem um maior nível de informação (p=0,022) e melhor valor global da RDP (p=0,004) e os que têm estilos de vida menos saudáveis consideram melhores as atitudes dos profissionais de saúde. A dificuldade em se deslocar aos serviços de saúde (p=0,015; UMW=770,000) e o número de consultas (p=0,002) influenciaram a relação na dimensão informação, enquanto que, a periodicidade das consultas (p=0,043; X²=8,156) e o total de comprimidos (r=0,217, p=0,023; t=2,312; ß=0,376) mostraram-se preditores da relação na dimensão capacidades comunicacionais. A dimensão informação foi preditora da adesão (r=0,228; p=0,008; t=2,434; ß=0,228). Conclusão: A relação estabelecida entre doentes e profissionais de saúde é influenciada pelo nível económico e educacional, pelos estilos de vida, por situações associadas aos serviços de saúde e pela quantidade de terapêutica instituída. O nível de informação relativo à doença e tratamento influencia a adesão aos tratamentos farmacológicos. Palavras-chave: Relação Doente/Profissional de Saúde; Adesão Terapêutica; Cardiopatia Isquémica. ABSTRACT Title: Relationship patient/professional healthcare and compliance therapy in ischemic heart disease Background: The relationship made between healthcare professionals and patients is influenced by several factors and has been identified as a strong predictor of adherence to therapy (CABRAL; SILVA, 2010). Goals: To relate sociodemographic, health, pharmacological and lifestyle variables with the RDP; estimate the prediction of the variable "RDP" on adherence in patients with ischemic heart disease Methods: Cross sectional and correlational; Sample: 110 users (male 68.2%, female 31.8%). Data obtained through a questionnaire comprising a component of other sociodemographic and health, a range of assessment and a range of RDP Evaluation of MAT (DELGADO; LIMA 2001). Results: The educational background affect the overall value of RDP (p=0.033). Individuals with higher monthly income have a higher level of information (p=0.022) and better overall value of RDP (p=0.004) and have less healthy lifestyles better consider the attitudes of health professionals. The difficulty in moving health services (p=0.015, UMW=770.000) and the number of consultations (p=0.002) influenced the relationship between the size information, whereas the frequency of visits (p=0.043, X²=8.156) and the total number of tablets (r=0.217, p=0.023, t=2.312, ß=0.376) were predictors of the relationship in the dimension communicative skills. The size information was a predictor of adherence (r=0.228, p=0.008, t=2.434, ß=0.228). Conclusion: The relationship established between patients and healthcare professionals is affected by the economic and educational level, the lifestyles, for situations attached to health services and the amount of therapy. The level of information on the illness and treatment affects the adherence to pharmacological treatments.. Keywords: Relationship Patient / Health Professional; Accession Therapy, Ischemic Heart Disease
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1479
Aparece nas colecções:ESSV - UEMC - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AUGUSTO Ana Patrícia Ramos, Relação doente profissional saúde adesão terapêutica cardiopatia.pdf2,73 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.