Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1556
Título: Stress da pessoa com doença cardíaca
Autor: Borges, Sílvia Margarida Leão
Palavras-chave: Doença coronária
Doenças cardiovasculares
Stresse psicológico
Unidades de cuidados coronários
Cardiovascular diseases
Coronary care units
Coronary disease
Stress, psychological
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: A natureza stressante das Unidades de Cuidados Intensivos é amplamente conhecida na comunidade científica, contudo a identificação dos stressores mais significativos para o doente não é consensual. Objectivo: Identificar factores indutores e nível de stress vivenciado pelos doentes internados em Unidades de Cuidados Intensivos Coronários. Métodos: Estudo de tipo observacional, transversal, quantitativo, segundo uma lógica descritivo-correlacional. Participaram 90 pessoas (64.4% homens; idade média= 64.17 "! 15.80) internadas nas Unidades de Cuidados Intensivos Coronários (UCIC) dos Centros Hospitalares Tondela – Viseu (Unidade Viseu) e Trás dos Montes e Alto Douro (Unidade Vila Real) durante o período de Março a Junho de 2011. Utilizou-se o Questionário de stress para doentes em cuidados intensivos (CORNOCK, 1998). Resultados: Observouse um nível baixo de stress (37.8%). Os factores identificados como mais stressantes foram “dor” e “medo da morte” (26.7%), “preocupações financeiras” (18.9%), “incapacidade de desempenhar o papel familiar”, (17.8%) e “desconhecimento do tempo de internamento” (16.9%). Verifica-se que no ranking encontramos em primeiro lugar factores relativos a stress físico e falta de controlo da vida pessoal. O aumento da idade é preditora de aumento de stress. A relação estabelecida é positiva, com o aumento da idade aumenta também o stress dos doentes (r= 0.283, p= 0.013). Verificou-se variância significativa entre os grupos de rendimento mensal (F= 3.175, p= 0.028). Conclusões: A idade e o rendimento mensal são as variáveis sociodemográficas com interferência no stress vivenciado pelos doentes. Assim, em contexto de stress as variáveis sociodemográficas devem ser valorizadas. O estudo carece de análise das variáveis psicológicas. Palavras Chave: Stress, unidade de cuidados intensivos, doenças cardiovasculares.
ABSTRAT The stressful nature of an Intensive Care Unit environment is well-known among the scientific community, however the identification of the most significant stressors for the patient are not consensual. Objective: To identify inducing factors and stress levels experienced by patients admitted to coronary intensive care units. Methods: An observational, cross-sectional, quantitative, according to a logical descriptive correlational study. It has been accomplished among 90 patients (64.4% men, mean age = 64.17 ± 15.80) admitted to Coronary Intensive Care Units (CICU) of Tondela-Viseu (Viseu Unit) and Trásos- Montes e Alto Douro (Vila Real Unit) hospitals, between March and June of 2011. We used the stress questionnaire for patients in intensive care (CORNOCK, 1998). Results: There was a low level of stress (37.8%). The factors identified as most stressful were "pain" and "fear of death" (26.7%), "financial concerns" (18.9%), "inability to play the family role" (17.8%) and "ignorance about the period of time of hospitalization "(16.9%). In this ranking we firstly found factors related to physical stress and lack of control over personal life. Increasing age predicts the stress increase. The established statistical relation is positive, with increasing age it also increases the stress levels of the patients (r = 0,283, p = 0.013). There was a significant variance among groups of monthly income (F = 3,175, p = 0.028). Conclusions: The age and monthly income are sociodemographic variables that interfere in the stress levels experienced by patients. Thus, in a stressed context, socio-demographic variables should be valued. The study lacks the psychological variables analysis. Keywords: Stress, intensive care unit, cardiovascular disease.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1556
Aparece nas colecções:ESSV - UEMC - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
BORGES Silvia Margarida Leão, Stress_Pessoa_DCardiaca.pdfDocumento principal3,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.