Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1581
Título: Locus de controlo e adesão à terapêutica em doentes com cardiopatia isquémica
Autor: Pimentel, José Artur Reis
Palavras-chave: Adesão à medicação
Controle interno-externo
Cooperação do doente
Doença coronária
Isquémia do miocárdio
Coronary disease
Internal-external control
Medication adherence
Myocardial ischemia
Patient compliance
Data de Defesa: 2011
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: Locus de controlo é uma característica do indivíduo que se refere à sua percepção sobre o controlo dos acontecimentos da sua vida. Característica importante no doente cardíaco, a qual pode influenciar a adesão à terapêutica. Questão de investigação – Em que medida o locus de controlo influencia a adesão à terapêutica nos doentes com cardiopatia isquémica? Objetivos – Associar as variáveis sócio-demográficas, clínicas, sócio-familiares, de serviços de saúde e terapêutica farmacológica com o locus de controlo e posteriormente associar o locus de controlo com a adesão à terapêutica. Metodologia – Estudo transversal, descritivo-correlacional, não-experimental. Realizado em 96 doentes, 78,1% do sexo masculino e 2,19% do sexo feminino, portadores de cardiopatia isquémica que recorreram à consulta. Resultados – O locus de controlo é influenciado na dimensão internalidade pela funcionalidade familiar (p = 0,031) na dimensão acaso pelo índice de massa corporal (p = 0,002) e gastos com medicação (p = 0,003) e na dimensão outros poderosos pelo médico assistente (p = 0,010) e número de comprimido (p = 0,025). Conclusões – O locus de controlo não influencia a adesão à terapêutica. Este facto leva-nos a pensar na hipótese de o estudo sofrer algum viés uma vez que, embora existam estudos que também tenham chegado a conclusões idênticas, outros existem que referem o locus de controlo como preditor de adesão à terapêutica. Salientamos que sendo o locus de controlo uma variável psicológica esta é fundamental na decisão de adesão e estratégias terapêuticas. PALAVRAS-CHAVE Locus de controlo, interno, externo, outros poderosos, acaso, adesão à terapêutica, cardiopatia isquémica.
ABSTRACT Locus of control is a characteristic of an individual which refers to the perception of control over the events of one’s life. It is an important feature in the heart patient, which may influence adherence to therapy. Research question – To what extent the locus of control influence adherence to therapy in patients with ischemic heart disease? Objectives - Linking the socio-demographic, clinical, social, family variables, health services and drugs with locus of control and subsequently associating locus of control with the adherence to therapy. Methodology – Cross-sectional, descriptive co relational, non-experimental study performed in 96 patients, 78.1% male and 2.19 female patients with ischemic heart disease, who looked for medical assistance. Results - Locus of control is influenced by the internality dimension in family functioning (p = 0.031) in the random dimension body mass index (p = 0.002) and spending on medication (p = 0.003) and powerful others dimension by the attending physician (p = 0.010) and the number of tablets (p = 0.025). Conclusions - Locus of control does not influence the adherence to therapy. This leads us to think about the possibility of existing bias in the study because although there are studies that have reached similar conclusions, there are others that refer to locus of control as a predictor of adherence to therapy. We note that the locus of control is a key psychological variable in this decision to join and therapeutic strategies. KEY-WORDS Locus of control, internal, external, powerful others, chance, adherence to therapy, ischemic heart disease.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1581
Aparece nas colecções:ESSV - UEMC - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PIMENTEL José Artur Reis, Locus de controlo e adesão à terapêutica.pdfDocumento principal2,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.