Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1626
Título: Qualidade de vida de pais e crianças autistas portuguesas
Autor: Pinto, Ana Raquel Borges Horta
Orientador: Albuquerque, Carlos Manuel Sousa
Palavras-chave: Apoio social
Criança
Família
Pais
Personalidade
Perturbação autista
Portugal
Qualidade de vida
Autistic disorders
Child
Family
Parents
Personality
Quality of life
Social support
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: Introdução: Actualmente os estudos realizados tendo em conta a qualidade de vida (QDV) dos pais de crianças autistas são escassos. O que reforça a necessidade de novas investigações para que se consiga perceber o real impacto que uma criança autista provoca no seio familiar, para posteriormente se conseguirem desenvolver novas estratégias de actuação. Neste pressuposto, o presente estudo teve como objectivos: conhecer a QDV dos pais de crianças autistas e determinar variáveis o efeito de variáveis de contexto sociodemográfico, familiar e psicossocial nos diferentes domínios desta mesma QDV. Métodos: Realizou-se um estudo transversal, descritivo-correlacional, de natureza analítica e quantitativa, no qual participaram 56 pais de crianças autistas pertencentes à APPDA-Viseu, com idades entre 26 e 47 anos. Para a mensuração das variáveis utilizaram-se os seguintes instrumentos: uma ficha sóciodemográfica, escala de Apgar Familiar, escala de avaliação da QDV WHOQOL-Bref, Escala de Satisfação com o Suporte Social (ESSS) e o Inventário da Personalidade de Eysenck. Resultados: Relativamente à QDV dos pais de crianças autistas concluímos que os homens apresentam melhor QDV face às mulheres com uma ordenação média de 34.50 vs 24.62 respectivamente. Os dados revelam que existem influências significativas das variáveis sóciodemográficas: género, zona de residência e estado civil sobre a QDV dos pais de crianças autistas. Obtêm-se também a existência de influências significativas das variáveis sóciofamiliares: género do filho, tempo de institucionalização do filho e funcionalidade familiar e por fim influências significativas tanto da variável suporte social como da personalidade (em relação às variáveis psicossociais). Conclusão: As evidências encontradas neste estudo convidam-nos para a elaboração e reflexão sobre novas estratégias que possibilitem a obtenção de um melhor conhecimento que facilite o desenho de programas de intervenção formativos e informativos, visando a promoção da QDV destes sujeitos. Palavras-chave: QDV, pais, autismo, funcionalidade familiar, suporte social, personalidade
ABSTRACT Introduction: Currently studies regarding the quality of life (QOL) of parents of autistic children are scarce. This reinforces the need for further investigations in order to realize the real impact of an autistic child in the family environment. So our objectives are to understand the QOL of parents of autistic children and to establish whether there is any kind of connection between the different domains of QOL and socio-demographic, psychosocial and social-familial aspects. Method: We conducted a cross-sectional study, descriptive-correlational, analytical and quantitative, attended by 56 parents of autistic children belonging to APPDA-Viseu, aged between 26 and 47 years. To measure the variables we used the following instruments: a socio-demographic data sheet, family Apgar scale, WHOQOL-Bref scale, Satisfaction with Social Support scale and the Eysenck Personality Inventory. Results: we found that men have better QOL compared to women with an average ranking of 34,50 vs. 26,72 respectively. The data reveal that there are significant influences of socio-demographic variables: gender, area of residence and marital status on QOL of parents of autistic children. We also obtained a significant influence of social-familial variables: child’s gender, Length of institutionalization of the child and family functioning and ultimately we also obtain significant influences of both the variable of Social Support and personality (in relation to psychosocial). Conclusion: Evidences found in this study invite us to create and reflect on strategies to achieve a better knowledge to facilitate the design of intervention programs and training information aiming at promoting QOL of parents of autistic children. Key Words: Quality Of Life, Parents, Autism, Family Function, Social Support, Personality.
Descrição: Curso de mestrado em enfermagem de reabilitação
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1626
Aparece nas colecções:ESSV - UER - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PINTO Ana Raquel Borges Horta, QDV PAIS CRIANÇAS AUTISTAS.pdfDocumento principal1,28 MBAdobe PDFVer/Abrir
PINTO Ana Raquel Borges Horta Folha de Rosto..pdfFolha de rosto77,31 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.