Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1756
Título: Estilos de vida e vigilância de saúde sexual e reprodutiva da mulher portuguesa
Autor: Ferreira, Sofia Marques Grilo
Ferreira, Manuela Maria Conceição, orient.
Duarte, João Carvalho, co-orient.
Palavras-chave: Comportamento na saúde
Conhecimentos, atitudes e prática em saúde
Cooperação do doente
Estilo de vida
Mulher
Neoplasias do colo do útero
Neoplasias da mama
Portugal
Programas de rastreio
Breast neoplasms
Health behavior
Health knowledge, attitudes, practice
Life style
Mass screening
Patient compliance
Uterine cervical neoplasms
Women
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: Enquadramento: Verifica-se que a atitude das mulheres em relação á realização do rastreio é determinante para a incidência do cancro do colo do útero e do cancro da mama, sendo este um evidente problema de saúde pública. Objectivos: Objectivamos com este estudo, identificar os factores associados à adesão das mulheres à vigilância de saúde sexual e reprodutiva; analisar em que medida os conhecimentos das mulheres acerca do autoexame e do cancro do colo do útero e o estilo de vida estão relacionados com a adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. Método: Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, não experimental, descritivo, correlacional e transversal, com uma amostra constituída por 522 mulheres com idades compreendidas entre os 18 e os 67 anos que frequentam os cuidados de saúde primários nos ACES DÃO LAFÕES I, II, III. Resultados: Em relação às variáveis sociodemográficas e profissionais verificamos que os grupos etários, o estado civil, o agregado familiar, as habilitações literárias, a profissão e o número de filhos foram preditores da adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. A realização do autoexame da mama e os conhecimentos acerca do cancro do colo do útero (CCU) mostraram ser preditores da adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. Nas crenças de saúde acerca do autoexame da mama e do cancro da mama (AEM e CM) na escala global, os obstáculos AEM, os benefícios AEM e a eficácia AEM são preditores da adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. As crenças de saúde acerca do CCU no que se refere aos obstáculos e benefícios face à citologia são preditores da adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. Conclusão: A tomada de decisão relacionadas com a adoção de comportamentos de saúde implicam uma análise prévia das variáveis a ela associados. Assim, a recomendação médica para realização do auto exame da mama e citologia, as crenças de saúde que cada mulher tem, o seu estilo de vida, bem como outras características sociodemográficas, devem ser consideradas pelos enfermeiros especialistas na promoção da saúde sexual e reprodutiva da mulher. Palavras-chave: Estilos de vida, vigilância da saúde sexual e reprodutiva, crenças de saúde, cancro da mama e cancro do colo do útero.
ABSTRACT Background: It is found that the attitude of women in relation to realization of screening is crucial to the incidence of cancer of the cervix and breast cancer, and this is a clear public health problem. Objectives: Our study aims to identify factors associated with adherence to the surveillance of women of reproductive and sexual health; examine to what extent the knowledge of women about self-examination and cervical cancer and lifestyle are related to adherence the monitoring of sexual and reproductive health. Methods: This study is a quantitative, non-experimental, descriptive, correlational and cross-sectional, with a sample of 522 women aged between 18 and 67 years who attend primary health care in ACES Dão Lafões I, II, III. Results: In relation to socio-demographic variables and professionals find that the age groups, marital status, household, the educational qualifications, occupation and number of children were predictors of adherence to monitoring of sexual and reproductive health. The achievement of self-examination of the breast and knowledge about cervical cancer (CC) proved to be predictors of adherence to the surveillance of sexual and reproductive health. In health beliefs about breast self-examination and breast cancer (SE and BC) SE in a comprehensive manner, SE barriers, benefits and effectiveness SE and BC are predictors of adherence to monitoring of sexual and reproductive health. Health beliefs about the CC regarding the obstacles and benefits compared to cytology are predictors of adherence to monitoring of sexual and reproductive health. Conclusion: The decision-making related to the adoption of health behaviors imply a prior analysis of the variables associated with it. Thus, the medical recommendation for performing breast self-examination and cytology, health beliefs that every woman has, your lifestyle, as well as other socio-demographic characteristics, should be considered by specialist nurses in the promotion of sexual and reproductive health of wife. Keywords: Lifestyle, sexual and reproductive health, health beliefs, breast cancer and cervical cancer.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1756
Aparece nas colecções:ESSV - UEMOG - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
FERREIRA Sofia Marques Grilo - Dissertação mestrado.pdfDocumento principal10,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.