Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1768
Título: Avaliação dos hábitos alimentares de estudantes do ensino superior
Autor: Rodrigues, Tatiana Horta
Lemos, Edite Teixeira de, orient.
Lima, Maria João, co-orient.
Guiné, Raquel, co-orient.
Palavras-chave: Hábito alimentar
Ingestão de alimentos
Padrão alimentar
Estudante universitário
Necessidade nutritiva
Enriquecimento de alimentos
Melhoramento do valor nutritivo
Food habits
Fortified foods
Nutricional deficiencies
University students
Data de Defesa: Out-2012
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior Agrária.
Resumo: A dieta portuguesa tem-se vindo a afastar progressivamente dos princípios básicos de uma alimentação saudável, conduzindo a um padrão alimentar desequilibrado que, associado ao sedentarismo crescente apresenta um impacto negativo na saúde pública. Uma alimentação adequada durante o início da idade adulta é tão importante quanto uma alimentação estruturada na primeira infância, pois, além de satisfazer as necessidades elevadas de nutrientes, serve também para criar bons hábitos alimentares que serão decisivos na qualidade de vida. Em Portugal, o número elevado de estudantes universitários torna-os num alvo preferencial para implementar medidas/programas de educação alimentar. Além disso, uma forma de diminuir situações de carências nutricionais provocadas por hábitos alimentares inadequados, nesta fase de vida, poderá ser o consumo de alimentos fortificados. O objectivo principal desta dissertação é caracterizar os hábitos alimentares de uma população de estudantes universitários de Viseu, comparar o seu consumo alimentar com as recomendações e com a roda dos alimentos e avaliar a necessidade de consumir produtos fortificados em cálcio. O presente estudo foi realizado numa amostra de 80 estudantes universitários, que frequentam as Escolas Superiores Agrárias, de Saúde e de Tecnologia e Gestão de Viseu, e o Instituto Jean Piaget de Viseu, com idades compreendidas entre os 18 e os 28 anos. A avaliação antropométrica incluiu os dados do peso (Kg) e da altura (m) declarados pelos inquiridos e o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). Foram avaliados os hábitos alimentares através dum registo alimentar de três dias e, recorreu-se ao software Medpoint para a conversão dos alimentos em energia e nutrientes. A análise estatística foi realizada utilizando o software SPSS, versão 20.0, sendo realizado o teste t de student para comparar as médias dos grupos.Os resultados obtidos mostraram que, a maioria dos jovens são normoponderais. Os estudantes universitários do sexo feminino realizam um maior número de refeições diárias do que os do sexo masculino, sendo que os rapazes omitem a refeição do pequeno-almoço mais frequentemente do que as raparigas. Os valores de ingestão média diária de energia, de macronutrientes e de cálcio foram superiores nos indivíduos do sexo masculino. O padrão alimentar caracteriza-se por um consumo predominante de carne, cereais, gorduras e açúcar. A ingestão alimentar de produtos lácteos, fruta, hortícolas e leguminosas não atinge as recomendações, verificando-se uma inadequada prática alimentar. Os hábitos alimentares destes estudantes indicam uma alimentação hipoglucídica, hiperprotéica e hiperlipídica. Com a realização deste trabalho verificou-se que não há necessidade de recorrer ao uso de alimentos fortificados em cálcio, visto que o preço destes produtos é significativamente acrescido. Além disso, a realização de uma alimentação mais equilibrada e variada, através da redução das quantidades ingeridas de carne e gorduras e do aumento do consumo de produtos lácteos, fruta e hortícolas, seria insuficiente para aumentar os níveis de cálcio no organismo destes jovens.
ABSTRACT: Portuguese diet has been gradually diverging from the basic principles of healthy eating, leading to an unbalanced dietary pattern, which associated with increasing sedentary lifestyle has a negative impact on public health. An appropriate diet during early adulthood is as important as structured early childhood nutrition, as meeting the high nutritious needs, as serves to create good dietary habits, which will be decisive in quality of life. In Portugal, the high number of university students makes them a prime target to implement nutritional and educacional measures/programs. In addition, one way to reduce situations of nutritinal deficiencies, caused by inadequate dietary habits, in this stage of life, may be the consumption of fortified foods. The main objective of this dissertation is to characterize the dietary habits of a population of university students in Viseu, compare their dietary intake with the recommendations and the food wheel and assess the need to consume calcium-fortified products. This study took a sample of 80 university students, who attend Agriculture, Health and Technology and Management Schools and the Institute of Jean Piaget of Viseu, aged between 18 and 28 years. Anthropometric data included weight (kg) and height (m) reported by respondents and Body Mass Index (BMI) calculation. We assessed the dietary habits through a three-day food record and used the Medpoint software to convert food into energy and nutrients. The statistical analysis of data was made using SPSS software, version 2.0 and performed the t test to compare group means.The results showed that most young people are normal weight.Female university students made a higher number of daily meals than males and male students skipped breakfast more frequently. The values of average daily intake of energy, macronutrients and calcium were higher in males. The food pattern is characterized by a predominant consumption of meat, cereal, fats and sugar. Dietary intake of dairy products, fruit, vegetables and legumes does not meet the recommendations, observing and inadequate feeding practice. The eating habits of these students indicate a hypoglycemic, hyperprotein and hyperlipidemic diet. In this work it was found there's no need to use calcium-fortified foods, since the price of these products is significantly increased. Furthermore, making a balanced and varied diet, by reducing intakes of meat fat and increase consumption of dairy products, fruit and vegetables, would be sufficient to increase calcium levels in the body of these young people.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Qualidade e Tecnologia Alimentar.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1768
Aparece nas colecções:ESAV - DIA - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RODRIGUES, Tatiana Horta_Avaliação dos hábitos alimentares de estudantes do ensino superior.pdfDocumento principal778,04 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.