Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1794
Título: Perda gestacional e processo de luto : vivências do enfermeiro especialista de saúde materna e obstetrícia
Autor: Monteiro, Vera Lúcia Rocha
Coutinho, Emília Carvalho, orient.
Duarte, João Carvalho, co-orient.
Palavras-chave: Atitude perante a morte
Atitude do pessoal de saúde
Enfermagem obstétrica
Enfermeiros
Luto
Morte fetal
Pais
Psicologia
Attitude to death
Attitude of health personnel
Bereavement
Fetal death
Grief
Nurses
Obstetric nursing
Parents
Psychology
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: Quando inesperadamente a morte inverte o ciclo vital, esta afigura-se habitualmente como um cataclismo na vida das pessoas. O conhecimento da perda gestacional frequentemente ocorre em ambiente hospitalar implicando o envolvimento de profissionais de saúde, e nomeadamente do Enfermeiro Especialista de Saúde Materna e Obstétrica. Faz parte da sua missão prestar cuidados de enfermagem dignos e culturalmente congruentes, assumindo as suas responsabilidades, aprofundando conhecimentos e adquirindo competências, pois a sua atuação influencia a forma como as mulheres/casais vivenciam essa perda e a forma como a ultrapassam. Este estudo tem como objetivos: Compreender o significado atribuído pelos enfermeiros ao cuidar em situação de perda gestacional e processo de luto; Compreender as reações/ações dos enfermeiros perante casais que vivenciam uma situação de perda gestacional; Identificar os constrangimentos vividos pelos enfermeiros no cuidar em situação de perda gestacional e Identificar as necessidades de formação dos enfermeiros para cuidar em situação de perda gestacional. A presente investigação insere-se no paradigma qualitativo, com uma abordagem fenomenológica. A amostra é constituída por 10 enfermeiros Especialistas de Saúde Materna a exercer funções na Maternidade Bissaya Barreto. O instrumento de colheita de dados utilizado foi a entrevista semi-estruturada. Na análise recorreu-se ao método fenomenológico de Max van Manen. A perda gestacional é encarada pelos enfermeiros como a perda de um sonho, a quebra de expectativas que a grávida/casal tinha, um projeto a dois que fica inacabado. Esta situação provoca sentimentos de frustração e incómodo e leva os profissionais a questionarem-se sobre as atitudes a ter. Referem dificuldades em gerir os seus sentimentos e não saberem o que fazer para ajudar. Consideram a formação nesta área muito importante para poder ajudar os pais enlutados referindo que a experiência e as características pessoais são determinantes na sua prestação de cuidados. Palavras-chave: Perda Gestacional; Enfermeiro; Cuidados de Enfermagem.
Abstract When death unexpectedly reverses life cycle, this usually appears as a cataclysm in people’s lives. The acknowledging of pregnancy loss often occurs in hospitals implying the involvement of health professionals, and in particular the Maternal Health and Obstetric Specialist Nurse. It is part of his/her mission to provide nursing care worthy and culturally congruent, assuming its responsibilities, deepening knowledge and acquiring skills, since that performance influences the way women / couples experience this loss and how to get over it. This study aims to understand the meaning given by nurses to take care in situations of pregnancy loss and grieving process; to understand reactions / actions of nurses towards couples who experience a pregnancy loss situation; to identify the constraints faced by nurses in caring for pregnancy loss situation and to identify the training needs of nurses to care in situations of pregnancy loss. The present research falls within the qualitative paradigm, with a phenomenological approach. The sample consists of 10 nurses Maternal Health Specialists working in the Maternidade Bissaya Barreto. The data collection instrument used was a semi-structured interview. In the analysis it was used the phenomenological method of Max van Manen. A pregnancy loss is viewed by nurses as the loss of a dream, breaking expectations that the woman / couple had a project together that is unfinished. This causes feelings of frustration and annoyance and leads professionals to ask themselves about the attitudes they should have. They report difficulties in managing their feelings and not knowing what to do to help. Nurses consider training in this area very important in order to provide them skills to help bereaved parents, according to their personal experiences. Keywords: Gestational Loss; Nurse; Nursing.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1794
Aparece nas colecções:ESSV - UEMOG - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MONTEIRO Vera Lúcia Rocha - Dissertação mestrado EMBARGO 31 dezembro 2013.pdf3,76 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.