Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1803
Título: Percepção de cuidados culturais no parto de imigrantes em Portugal
Autor: Garcia, Esther Carril
Coutinho, Emília Carvalho, orient.
Duarte, João Carvalho, co-orient.
Palavras-chave: Emigrantes e imigrantes
Enfermagem obstétrica
Enfermagem transcultural
Gravidez
Modelos de enfermagem
Parto
Portugal
Puerpério
Trabalho de parto
Emigrants and immigrants
Labor, obstetric
Models, nursing
Obstetric nursing
Parturition
Postpartum period
Pregnancy
Transcultural nursing
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: Enquadramento: A imigração tal como o parto são processos de transição. Neste sentido, as parturientes imigrantes poderão viver situações de ansiedade, e a forma como percepcionam os cuidados que lhes são prestados pode variar consideravelmente num leque de significados diversos mais ou menos gratificantes, ou pelo contrário, mais ou menos constrangedores. Desta forma tornase fundamental que os enfermeiros de Saúde Materna e Obstetrícia, enquanto prestadores de cuidados, conheçam as percepções das imigrantes parturientes ao longo do trabalho de parto e parto,por forma a evitar interpretações erróneas que obstaculizam a prestação de cuidados culturalmente congruentes. Objetivo: Analisar a percepção em cuidados culturais de puérperas imigrantes durante o trabalho de parto Participantes e métodos: Estudo observacional de natureza quantitativa, transversal, de carácter descritivo-correlacional, inserido num projeto de doutoramento. A amostra é constituída por 868 parturientes imigrantes internadas em 34 maternidades/hospitais com maternidade portuguesas, da região Norte, Centro, Sul e Grande Lisboa. O instrumento de recolha de dados permite caracterizar a amostra nas variáveis sociodemográficas, maternas/obstétricas e de vigilância da gravidez. O protocolo inclui ainda a escala de percepção de cuidados culturais de Parreira (2010). Resultados: As puérperas com 36 anos ou mais, as que possuem habilitações literárias de nível superior, que foram assistidas em maternidades da região da Grande Lisboa, com rendimento mensal familiar inferior a 500 euros, com índice de aglomeração fraco, que vigiaram a gravidez, que não tiveram acompanhamento por pessoa significativa, que não tiveram analgesia e que não assistiram às aulas de preparação para o parto discordaram de ter afirmaram não ter sido alvo de cuidados culturais apropriados ao invés das que planearam a gravidez. Por sua vez, as participantes cuja gravidez foi vigiada, que tiveram acompanhamento por pessoa significativa, que receberam analgesia, que assistiram às aulas de preparação para o parto e as que foram assistidas na região do Centro, ainda que tenham sido alvo de cuidados culturais apropriados não o foram em relação à comunicação, ambiente, cultura material e tempo. Conclusão: Parte de imigrantes que se encontram numa situação de maior vulnerabilidade discorda ter sido alvo de cuidados culturalmente apropriados, o que poderá traduzir uma deficiente sensibilidade e treino cultural dos enfermeiros especialistas de Saúde Materna e Obstetrícia, no cuidar durante o trabalho de parto e parto, no sentido de ir ao encontro das necessidades percepcionadas durante o trabalho de parto e parto, pelo que propomos formação em serviço porforma a eliminar os obstáculos à prestação de cuidados culturalmente congruentes. Palavras-chave: Percepção de cuidados culturais, Trabalho de parto, Imigração.
ABSTRACT Background: immigration as childbirth are transition processes. In this sense, the immigrant mothers may live situations of anxiety, and how care provided to them can vary considerably in a range of different meanings more or less rewarding, or quite the opposite, more or less embarrassing. Thus it becomes essential that nurses Maternal Health and Midwifery, while cares, know the perceptions that these mothers have over labor and delivery, and as such, prevent, misinterpretations that constitute obstacles to the provision of culturally congruent care. Objective: To analyze the cultural perception of postpartum care for immigrant labor Participants and Methods: Observational quantitative, cross-sectional, descriptive and correlational in nature, inserted in a PhD project. The sample consisted of 868 pregnant women admitted immigrants in 34 hospitals / maternity hospitals with Portuguese region of North, Central, South and Grand Lisbon. The instrument for data collection allows characterizing the sample in sociodemographic variables, maternal / obstetric and surveillance of pregnancy. The protocol also includes the perception scale cultural care Parreira (2008). Results: The women with 36 years or more, those with higher educational qualifications, which were served by hospitals in the Greater Lisbon area, with monthly household income below 500 euros, with weak agglomeration index, which oversaw the pregnancy, not were followed by significant person, who had no analgesia and not attended classes in preparation for childbirth disagreed have been subject to appropriate cultural care. The participants agreed that planned the pregnancy has been the subject of appropriate cultural care. Furthermore, participants whose pregnancy was monitored, which were followed by significant person who received analgesia, who attended classes in preparation for birth and they were assisted in Centre region, even agreeing to have been the target of cultural care disagreed appropriate in terms of communication, environment, material culture and time. Conclusion: Some of the participants, who are in a situation of greater vulnerability disagree have been the target of culturally appropriate care, which may reflect a deficient training and cultural sensitivity on the part of nurse specialists in Obstetrics and Maternal Health, in care during labor and delivery in order to meet the perceived needs during labor and delivery, we propose in-service training relating to eliminate barriers to the provision of culturally congruent care. Keywords: Perception of Cultural Care, Labor, Immigration.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1803
Aparece nas colecções:ESSV - UEMOG - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
GARCIA Esther Carril - Dissertação mestrado RESTRITO IPV.pdf2,34 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.