Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1879
Título: Acesso à informação: perceções e práticas no Ensino Superior na era da globalização
Autor: Silva, Ana Isabel
Melão, Dulce Helena
Balula, João Paulo Rodrigues
Palavras-chave: Literacias
Acesso à informação
Ensino Superior
TIC
Data: 2013
Editora: Faculdade de Letras da Universidade do Porto - CETAC.MEDIA
Citação: Silva, A. I., Melão, D. H. & Balula, J. P. R. (2013). Acesso à informação: perceções e práticas no Ensino Superior na era da globalização. In VI Encontro Ibérico EDICIC 2013. Globalização, Ciência, Informação: Atas (pp. 1282-1296). Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto - CETAC.MEDIA.
Resumo: Um dos múltiplos desafios alimentados pela sociedade globalizada tem sido a permanente (re)conceptualização do conceito de literacia, ditada por uma (r)evolução digital que tem transformado a interação dos cidadãos com a informação. Tal mudança tem-se repercutido na arena educativa, convocando uma reflexão ampla sobre o modo adequado de resposta a tal desafio. Os estudantes do Ensino Superior, pela especificidade do seu trabalho académico, têm necessidade não só de selecionar como também de se posicionarem criticamente face ao crescente caudal de informação com que são confrontados. Assim, esta comunicação tem como objetivos: 1) procurar compreender de que modo os estudantes de Comunicação Social e de Publicidade e Relações Públicas percecionam as distintas práticas em literacia digital nas quais se envolvem quotidianamente; 2) distinguir quais os usos mais frequentes que fazem das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), no âmbito da prossecução do seu trabalho autónomo, para aceder à informação de que necessitam e de que modo as percecionam como relevantes; 3) identificar que tipo de pesquisa efetuam para realizar trabalhos académicos e de que forma esta evidencia as suas práticas de acesso à informação. Considerou-se adequada para este estudo exploratório uma abordagem de natureza quantitativa, desenvolvida com base em dados recolhidos através de inquérito por questionário, aplicado a estudantes de dois cursos de uma instituição portuguesa do Ensino Superior Politécnico (Comunicação Social e Publicidade e Relações Públicas). Os resultados evidenciam que apesar de acederem com frequência à Internet e se percecionarem utilizadores proficientes das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), tal não significa que estejam a assumir o posicionamento crítico face à informação, exigido neste nível de ensino. Conclui-se da necessidade de se realizarem estudos de maior amplitude que possam contribuir para uma melhor compreensão das razões que subjazem a tais práticas, bem como formas apropriadas de intervenção.
One of the many challenges fueled by global society has been the permanent (re)conceptualization of the concept of literacy, dictated by a digital (r)evolution that has transformed citizen’s interaction with information. This change has been reflected also in the educational arena, calling for a broad reflection on the appropriate way to respond to such a challenge. Higher education students, particularly because of their specific academic work, need not only select but also to position themselves critically against the increasing flow of information with which they are confronted. Thus, this communication aims to: 1) seek to understand how the students of Social Communication and Advertising and Public Relations perceive the distinct digital literacy practices in which they engage daily; 2) distinguish which uses they more frequently make of Information Technology and Communication (ICT), in the pursuit of their autonomous work, to access the information they need, and how they perceive them as relevant; 3) identify what type of search they perform to carry out academic work and how it reflects their access to information practices. It was considered adequate for this exploratory study a quantitative approach, based on data collected through a questionnaire survey, administered to students in two courses of an Portuguese Polytechnic Institution (Social Communication and Advertising and Public Relations). The results show that despite of frequently navigating on the Internet and perceiving themselves as proficient users of Information Technology and Communication (ICT), this does not mean they will assume a critical attitude to information required in this level of education. This underscores the need for further studies of greater amplitude that can contribute to a better understanding of the reasons that underlie such practices, as well as appropriate forms of intervention.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1879
ISBN: 978-972-36-1339-1
Aparece nas colecções:ESEV - DCL - Capítulos (ou partes) de Livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Silva_Melão_&_Balula(2013).pdf588,96 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.