Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/1932
Título: Influência da matéria-prima nas emissões/teor de formaldeído de aglomerados de madeira
Autor: Lopes, Ana Raquel Alexandrino
Orientador: Carvalho, Luísa Hora
Coelho, Cristina Maria do Amaral de Lima
Ferra, João Miguel Macias
Palavras-chave: Emissões de formaldeído
Aglomerado de partículas
Método de análise de gás
Método do perforador
Data de Defesa: 24-Set-2013
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu
Resumo: A indústria dos derivados de madeira tem evoluído tendo como metas, não só um aumento da produtividade e qualidade dos seus produtos, mas também uma melhoria constante da sustentabilidade de processos e produtos, procurando através da otimização dos processos, soluções mais eco-eficientes e com menores impactos ambientais. Tendo em 2006, a IARC “International Agency for Research on Cancer” reclassificado o formaldeído como carcinogéneo para os humanos, as entidades reguladoras dos diferentes países, e em algumas situações o próprio mercado, têm vindo a impor limites mais rígidos para emissões de formaldeído dos derivados de madeira. Assim, esta indústria foi obrigada a introduzir modificações tecnológicas nos processos no sentido de cumprir os limites exigidos pelas Normas Europeias e de outros países para os quais exportam. A maior parte das resinas utilizadas no fabrico dos derivados de madeira são produzidas à base de formaldeído, principalmente devido à sua elevada reatividade e baixo custo. As modificações introduzidas na síntese destas resinas, têm contribuído para uma diminuição considerável das emissões de formaldeído, mas não sendo suficientes para, por si só permitirem atingir emissões “zero” de formaldeído, outras abordagens e conceitos têm sido considerados, nomeadamente a utilização de captadores de formaldeído. Para além disso, a própria madeira emite formaldeído. Assim, o objetivo do presente trabalho foi estudar o impacto das variações dos mix de matéria-prima utilizada na produção de placas de aglomerado de partículas nas emissões de formaldeído. Foram recolhidas, periodicamente, amostras de partículas de camada externa e camada interna numa unidade industrial de produção de aglomerado de partículas. Foi efetuada a caracterização da matéria-prima (pH, teor de água) e foi determinado o teor de formaldeído com base na norma NP EN 120 (método do perforador) e a emissão de formaldeído com base na norma EN 717-2 (método da análise de gás). O efeito de vários fatores, tamanho das partículas, tempo de acondicionamento, tratamentos, foi também estudado. Com a matéria-prima recolhida foram produzidos painéis que foram analisados no que diz respeito ao teor e à emissão de formaldeído.
ABSTRACT: The wood-based panels industry has progressed having as targets, not only an increase in the productivity and quality of its products, but also a constant improvement of processes and products sustainability, seeking for more eco-efficient solutions and less environmental impacts, through process optimization. In 2006, the IARC “International Agency for Research on Cancer” reclassified formaldehyde as carcinogenic to humans, the regulation authorities of several countries and in some situations the market itself, have been imposed stricter limits for formaldehyde emissions of wood-based panels. Therefore, this industry was complained to introduce technological modifications in the processes in order to comply the limits required by European standards and from other countries to which they export. A great part of the resins used in the manufacture of wood-based panels are produced with formaldehyde, mostly due to their high reactivity and low cost. The modifications introduced in the synthesis of these resins have contributed to a substantial decrease on formaldehyde emissions, but not being sufficient by itself to achieve “zero” emissions of formaldehyde, new approaches and concepts have been adopted, namely the use of formaldehyde scavengers. Furthermore, wood itself emits formaldehyde. Therefore, the main objective of this work was to study the impact of the fluctuations in rawmaterial mixes used in the production of particleboards on formaldehyde emission. Samples used for the external and internal layers of particleboard were collected periodically in an industrial site. The characterisation of the furnish was carried out (pH, moisture content) and the formaldehyde content was determined according to the standard NP EN 120 (perforator method) and formaldehyde emission analysed according to EN 717-2 (gas analysis method). The effects of several factors, such as particle size, conditioning time, treatments were also studied. The collected raw-material samples were used to produce particleboard panels, which were analyzed with respect to formaldehyde content and emission.
Descrição: Mestrado em Engenharia de Madeiras.
Embargo: 3 anos (Set.2013-Set.2016)
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/1932
Aparece nas colecções:ESTGV - DEM - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese-Ana Lopes.pdf1,63 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.