Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2138
Título: A Matemática na Educação Pré-Escolar - Contributos para o desenvolvimento do sentido de número
Autor: Amaral, Maria Beatriz Freire de Meneses Pestana do
Orientador: Menezes, Luís
Rodrigues, Cátia
Palavras-chave: Matemática no pré-escolar
sentido de número
experiências de aprendizagem
tarefas
interacção
comunicação
representação
raciocínio matemático
Data de Defesa: Mai-2011
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Educação de Viseu
Resumo: Resumo O estudo que apresentamos pretende contribuir para a valorização da educação pré-escolar, enquanto etapa de iniciação de construção de aprendizagens na área da Matemática que alicerçam o gosto, o empenho e a vontade de vencer desafios. Acreditamos que a exploração de tarefas matemáticas que potenciam a interacção entre as crianças, a comunicação, a argumentação, a representação e a análise constitui um valioso contributo para o desenvolvimento do pensamento matemático. O estudo foi realizado num jardim de infância da rede pública, do distrito da Guarda, com um grupo de cinco crianças de quatro anos e teve como objectivo compreender como se processa a construção de ideias matemáticas, em crianças deste nível etário (fase pré-escolar), num contexto de trabalho matematicamente rico. O estudo foi focado no desenvolvimento do sentido de número – uma ideia que começou a ser divulgada em Portugal nos últimos anos – a partir do qual analisámos as potencialidades de tarefas de natureza exploratória, como meio de construção de relações numéricas. Trata-se de um estudo de carácter qualitativo e interpretativo, apoiado em narrativas, que reflecte o modo de construção do pensamento das crianças nestes contextos interaccionais. Este estudo permitiu-nos concluir que: i) as tarefas de natureza exploratória contribuíram para que os diferentes conceitos trabalhados, em torno do sentido de número, se fossem estruturando gradualmente no decurso das actividades que as crianças desenvolveram; ii) a comunicação, a argumentação e a representação foram processos matemáticos que assumiram um papel preponderante na aprendizagem, porque através deles as crianças foram levadas a desenvolver novas estratégias no desenvolvimento das tarefas propostas e a compreender progressivamente diferentes relações entre os números.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2138
Aparece nas colecções:ESEV - DCEN - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mestrado bita.pdf3,75 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.