Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2205
Título: Personalidade materna e motivação para o aleitamento materno
Autor: Amaral, Catarina Freitas
Nelas, Paula Alexandra Andrade Batista, orient.
Duarte, João Carvalho, co-orient.
Palavras-chave: Aleitamento materno
Emoções
Gravidez
Mãe
Motivação
Personalidade
Psicologia
Puerpério
Sintomas afectivos
Affective symptoms
Breast feeding
Emotions
Mothers
Motivation
Personality
Postpartum period
Pregnancy
Psychology
Data de Defesa: 2013
Editora: Instituto Politécnico de Viseu, Escola Superior de Saúde de Viseu
Resumo: RESUMO Enquadramento: No percurso entre o desejo de amamentar e a concretização desta prática, a motivação é o que permeia este processo de decisão materna de modo favorável ou contraditório. A motivação é condicionada pelo contexto de aleitamento em que a mulher se desenvolveu. Objetivos: Compreender a motivação das puérperas para a amamentação em função de variáveis sociodemográficas, obstétricas, de contextos de aleitamento e dos sintomas de desajustamento emocional. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo, correlacional e transversal, com uma amostra de 208 mulheres. O protocolo de colheita de dados é um questionário que permite fazer a caracterização sociodemográfica, obstétrica e de aleitamento, da amostra, inclui ainda a Escala SCL-90 (Derogatis, Riickels & Rock, 1976) a Escala de Motivação para a Amamentação (EMA) (Nelas, Ferreira & Duarte, 2008). Resultados: A nível das variáveis sociodemográficas observaram-se diferenças estatisticamente significativas entre o estado civil e a dimensão fisiológica e entre a escolaridade e as dimensões fisiológicas e psicossocial. No que se refere às variáveis de contexto obstétrico, apenas se obtiveram diferenças estatisticamente significativas entre a vigilância na gravidez e as dimensões fisiológicas e a motivação global. Constatou-se, ainda, que existe uma correlação baixa e significativa entre a dimensão fisiológica e o sintoma obsessão-compulsiva. Verificou-se uma associação baixa, mas significativa, entre a dimensão psicossocial e o número de partos. Por último, averiguou-se a existência de uma correlação significativa, mas de associação baixa, entre a dimensão global da motivação para amamentar e o sintoma obsessão-compulsiva. Conclusão: Os resultados obtidos sustentam a necessidade de se rastrearem as puérperas com sintomas de desajustamento emocional, no sentido de reunir estratégias para as motivar para a prática do aleitamento materno, planificando-se ações de motivação e estratégias de motivação (toolbox) junto das mesmas. Palavras-Chave: Sintomas de desajustamento emocional, motivação, aleitamento.
ABSTRACT Background: The route between the desire to breastfeed and implementation of this practice, motivation is what permeates this maternal decision process either favourably or to the contrary. Motivation is conditioned by the context of breastfeeding in which women developed. Objectives: To understand the motivation of mothers to breastfeed in terms of sociodemographic, obstetric variables, breastfeeding contexts and that of symptoms of emotional maladjustment. Methods: This was a descriptive, correlational and cross-sectional study, conducted using a non-probability sample consisting of 208 women. . Data collection was carried out through a questionnaire consisting in questions of socio-demographic, obstetric and breastfeeding characteristics of the sample, as well as the SL-90 Scale (Derogatis, Riickels & Rock, 1976) and the Motivation Scale for Breastfeeding (EMA) (There, Duarte & Ferreira, 2008). Results: The level of sociodemographic variables result in statistically significant differences between marital status and physiological dimension and between schooling and the physiological and psychosocial dimensions. In regard to obstetric variables only significantly statistic differences were obtained between the surveillance during pregnancy and physiological dimension and global dimension of motivation. It was also found that there is a low and significant correlation between the physiological dimension and the symptom compulsive-obsession. There was a low association, but significant, between the psychosocial dimension and number of deliveries. Finally, it was investigated that there is a significant correlation, but a low association between the global dimension of motivation to breastfeed and obsessive-compulsive symptoms. Conclusion: The results support the need to trace the mothers with symptoms of emotional maladjustment, to gather strategies to motivate them to practice breastfeeding, action planning motivation and motivational strategies (toolbox) among women. Keywords: Symptoms of emotional maladjustment, motivation, breastfeeding.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2205
Aparece nas colecções:ESSV - UEMOG - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AMARAL, Catarina Freitas - Dissertação mestrado RESTR.pdf1,79 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.