Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2216
Título: A Inteligência Emocional em Professores de Educação Especial da Região de Viseu
Autor: Campos, Sofia
Martins, Rosa
Palavras-chave: Inteligência emocional
Professores de educação especial
Escola inclusiva
Data: Jul-2012
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Campos, Sofia & Martins, Rosa (2012). A Inteligência Emocional em Professores de Educação Especial da Região de Viseu. Millenium, 43 (junho/dezembro). Pp. 7-28.
Resumo: O trabalho que desenvolvemos, tendo sido implementado na região de Viseu, tem como principal objetivo avaliar a Inteligência Emocional de Professores de Educação Especial que trabalham com crianças e jovens portadoras de deficiência em Escolas públicas e privadas do Ensino Básico e Secundário. Nesta perspetiva, pretende-se perceber quais as variáveis que podem influenciar a Inteligência Emocional dos docentes de Educação Especial, para que, deste modo, possamos compreender a importância do desenvolvimento deste conceito na autogestão das emoções e na construção de relações inter e intrapessoais, que levem a uma maior eficácia destes profissionais dentro da escola. Trata-se de um estudo transversal, correlacional e descritivo. Aplicámos uma Escala, o “EQ-map”, que nos permitiu avaliar o Quociente Emocional de um grupo de professores especializados de Educação Especial nas áreas mental-motora, visual e auditiva. Fizemos também entrevistas com o objetivo de perceber quais as perceções que os Professores de Educação Especial têm sobre a Inteligência Emocional. Os nossos principais resultados revelam que a Inteligência Emocional dos participantes do nosso estudo se situa maioritariamente em níveis de vulnerabilidade e a necessitar de atenção. Verificámos ainda que varia negativamente com as Ocorrências de Vida e a Saúde em Geral, e, positivamente, com a Qualidade de Vida, Satisfação de Vida, Quociente de Relacionamento e Desempenho Ótimo.
The work we developed in Viseu has as main goal to evaluate the Emotional Intelligence of the Special Education Teachers, who work with handicapped children and teenagers in Public Basic and Secondary Schools. This perspective aims to understand which variables can influence the Emotional Intelligence of Special Education Teachers. This way we can understand the importance of developing this concept in self-management of emotions and in the construction of inter and intra personal relationships, leading to a greater effectiveness of these professionals within the school. This is a transversal, correlational and descriptive study. We apply a scale, the “EQ-map ", which allowed us to evaluate the Emotional Quotient of a group of teachers in Special Education specializing in mental and motor areas, visual and hearing impaired. We also did interviews with the aim of understand the perceptions that the Special Education Teachers have on Emotional Intelligence and the results are in line with those found by the questionnaire. Our main results show that Emotional Intelligence in our sample is located mostly in vulnerability levels and need for attention, which varies inversely with Life Occurrences and General Health and positively with the Quality Life and Satisfaction, Relationship Quotient and Optimal Performance.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2216
Aparece nas colecções:RE - Número 43 - Junho de 2012

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2.pdf203,07 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.