Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2234
Título: O programa de matemática do 1º ciclo do ensino básico : conhecimento, conceções e envolvimento parental
Autor: Conceição, Sandra Cristina Ferreira da
Orientador: Menezes, Luís
Palavras-chave: Matemática
1º Ciclo do Ensino Básico
Envolvimento parental
Conhecimento e conceções
Data de Defesa: Abr-2014
Editora: Instituto Politécnico de Viseu. Escola Superior de Educação de Viseu
Resumo: Este estudo visa conhecer o que sabem e o que pensam os pais/encarregados de educação (pais/EE) sobre o programa de Matemática do 1.º ciclo do ensino básico (ME, 2007) e compreender o tipo de apoio que dão aos seus educandos no acompanhamento escolar em Matemática, as dificuldades que sentem nesse papel e a forma como percecionam as repercussões da sua ação na aprendizagem desta disciplina pelos seus educandos. O enquadramento teórico está organizado em três partes: conhecimento e conceções, programa de Matemática do 1.º ciclo e envolvimento parental. A metodologia de investigação aproxima-se de uma abordagem mista, tendo-se optado como instrumentos de recolha de dados pelo questionário e pela entrevista. Os participantes do estudo são pais/EE de duas escolas com 1.º ciclo, uma do meio urbano e outra do meio rural (N=237). Os resultados deste estudo mostram que, apesar de alguns pais/EE não terem tido conhecimento do início da implementação deste programa de Matemática, a maioria verificou mudanças nas aprendizagens matemáticas realizadas pelos seus educandos, observadas na interação com eles em casa e nos manuais escolares. As principais alterações que são do conhecimento dos pais/EE prendem-se com o destaque dado às capacidades transversais, como a resolução de problemas e o raciocínio matemático, e no campo dos Números e Operações, as estratégias de cálculo mental. Os pais/EE assinalaram também que este programa apela a um trabalho mais compreensivo e menos mecanizado por parte dos alunos. Assim, em termos de apreciação do programa, os pais/EE têm uma opinião positiva deste documento curricular. O estudo permite também concluir que, em relação ao apoio parental, não se verificam diferenças substanciais entre os pais/EE dos dois meios estudados. Este apoio, dos pais/EE aos seus educandos, é essencialmente prestado em casa, na criação de métodos de trabalho, esclarecimento de dificuldades e ao estabelecimento de horários de estudo. As dificuldades que estes pais/EE evidenciam no apoio que prestam aos seus educandos situam-se nas capacidades transversais (fundamentalmente na resolução de problemas), no cálculo mental e na Geometria. Alguns inquiridos, de ambos os meios, alegam ainda falta de tempo, incompatibilidade de horários ou desconhecimento dos novos métodos de ensino como obstáculos ao seu apoio. No entanto, a maioria concorda com a existência de melhorias nos resultados escolares de Matemática dos seus educandos em virtude da sua ajuda. Apesar das dificuldades manifestadas, os pais/EE consideram que têm um papel importante na aprendizagem dos seus educandos em Matemática. Para os pais/EE participantes no estudo, todo o tipo de ajuda que os seus educandos possam usufruir em casa é útil e fundamental. Os pais/EE referem que os alunos, ao sentirem-se apoiados, tornam-se mais responsáveis, motivados e seguros, ajudando-os também a valorizar a escola. Os pais/EE consideram, ainda, que este acompanhamento é indispensável para o futuro dos educandos.
This study aims to know what they know and what they think the parents/guardians (parents/G) on the program of Mathematics 1st cycle of basic education (ME, 2007) and understand the kind of support they give to their students in the schooling in mathematics, their difficulties in this role and how they perceive the repercussions of their actions in learning this discipline for their students. The theoretical framework is organized into three parts: knowledge and conceptions, mathematics program of the 1st cycle and parental involvement. The research methodology approaches a mixed approach, having been chosen as instruments of data collection by questionnaire and the interview. Study participants are parents/G from two schools with 1st cycle, one of the urban and the other rural (N = 237). The results of this study show that although some parents/G have not been aware of the early implementation of the Mathematics program, most noted changes in mathematical learning achieved by their students, observed in the interaction with them at home and in school textbooks. The main changes that are known by parents/G relate to the prominence given to the transversal capacities such as problem solving and mathematical reasoning, and in the field of Numbers and Operations, strategies for mental calculation. Parents/G also pointed out that this program calls for a more comprehensive and less mechanical work by the students. Thus, in terms of assessment of the program, parents/G have a positive view of this curriculum document. The study also indicates that, as compared to parental support, there are no substantial differences between parents/G of both studied media. This support, parental/G to their students, is primarily provided at home, in the creation of working methods, clarifying difficulties and the timetabling of study. Difficulties for parents/G show the support they provide to their learners are situated in the transverse capacity (mainly in problem solving), in mental calculation and geometry. Some respondents, both media still claim lack of time or lack of time difference of the new teaching methods as obstacles to their support. However, most agree with the existence of improvements in school mathematics results of their children because of their help. Despite the difficulties raised, parents/G considers that they have an important role in the learning of their students in mathematics. For parents/G participants in the study, all kind of help that your students can use at home is useful and essential. Parents/G report that students, when they feel supported, become more responsible, motivated and safe, also helping them to value school. Parents/G also considers that this monitoring is essential for the future of the student.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2234
Aparece nas colecções:ESEV - DCEN - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
capa-esev.pdf2,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.