Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2285
Título: A Espiral do Pensamento Mítico em duas Tragédias: De Nelson Rodrigues a Poe
Autor: Gonçalves, Antônio
Alves, Daniella
Palavras-chave: Nelson Rodrigues
Análise estrutural
Sincronia
Diacronia
Edgar Allan Poe
Diachrony
Synchrony
Structural analysis
Data: Dez-2013
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Gonçalves, Antônio & Alves, Daniella (2013). A Espiral do Pensamento Mítico em duas Tragédias: De Nelson Rodrigues a Poe. Millenium, 45 (junho/dezembro). Pp. 103-121.
Resumo: Resumo O artigo centra-se nas linhas de reflexão estrutural dentro do universo literário, mais precisamente no conto “O Gato Preto” de Edgar Allan Poe e na peça mítica de Nelson Rodrigues, “Anjo Negro”. Estão em causa autores vinculados a movimentos estéticos e literários específicos, que inscrevem a sucessão de acontecimentos históricos de suas narrativas em gêneros distintos. O objetivo consiste em investigar as facetas de similaridades das obras. Mesmo tendo sido produzidas por impulsos intelectuais diferentes, o conto e a peça apresentam uma filiação à antinomia fundante do pensamento mítico. Ambas as composições não somente criam dualismos, como também os repetem na tessitura histórica estabelecida em cada uma das narrativas, num movimento semelhante ao de uma espiral. Constatam-se também as características universais e universalizantes dos textos, na medida em que não existe uma delimitação espacial e temporal definida.
Abstract The article focuses on the lines of structural reflection within the literary universe, more precisely in Edgar Allan Poe’s short story “The Black Cat” and in the mythical play “Black Angel” by Nelson Rodrigues. These authors are linked to specific aesthetic and literary movements, having dedicated themselves to the depiction of historical events in their narratives of distinct genres. The aim consists of investigating the similarities in these works. Even if they were written out of different intellectual impulses, the short story and the play present an affinity to the fundamental antinomy upon which mythical thought is grounded. Not only do both compositions create dualisms, but they also repeat them in the historical weaving established in each narrative, in a kind of spiral movement. The universal and universalizing characteristics of both texts are also determined, as there is no defined delimitation of space and time.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2285
Aparece nas colecções:RE - Número 45 - Dezembro de 2013

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
6.pdf205,37 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.