Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2295
Título: Membrana de Biopolímero da Cana-de-acúcar: Uma Realidade como Opção para Correção da Incontinência Urinária
Autor: Silveira, Arlon
Aguiar, José Lamartine
Júnior, Olavo
Diniz, George
Lima, Salvador
Palavras-chave: Sling
Inflamação
Biopolímero
Incontinência urinária
Colágeno
Cana-de-açúcar
Collagen
Sugarcane
Inflammation
Biopolymer
Urinary incontinence
Data: Jun-2014
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Silveira, Arlon; Aguiar, José Lamartine; Júnior, Olavo; Diniz, George & Lima, Salvador (2014). Membrana de Biopolímero da Cana-de-acúcar: Uma Realidade como Opção para Correção da Incontinência Urinária. Millenium, 46 (janeiro/junho). Pp. 81-95.
Resumo: Resumo Introdução: A cirurgia de Sling é considerada padrão ouro para o tratamento da Incontinência Urinária de Esforço. Essa técnica cirúrgica utiliza um material sintético no espaço suburetral para prover um arcabouço de fibrose e corrigir a perda urinária. A partir do melaço da cana-de-açúcar, por síntese da bactéria Zoogloea sp, obtivemos o biopolímero da cana-de-acúcar que pode ser processada em forma de membrana. Nosso objetivo é mostrar a ação do biopolímero da cana-de-açúcar comparando-o com o polipropileno, no tocante à reação inflamatória e indução da formação de fibras colágenas. Material e Métodos: Trata-se de um estudo experimental, prospectivo, controlado, tipo ensaio clínico. Utilizámos 30 ratos Wistar, divididos em dois grupos de 15 animais, que tiveram uma tela de polipropileno e outra membrana do biopolímero da cana-de-açúcar implantadas no subcutâneo da parede abdominal. Sendo esses animais sacrificados após sete e 120 dias do procedimento. Analisámos e comparámos a reação inflamatória e a deposição de fibras colágenas induzidas pelos materiais utilizados. Todas as conclusões foram tomadas ao nível de significância de 5%. Resultados: As reações inflamatória aguda e linfoplasmocitária foram maiores, nos primeiros sete dias, induzidas pelo biopolímero. Sendo essas respostas semelhantes entre os materiais após 120 dias. A deposição de fibras colágenas foi significativamente maior quando induzida pelo biopolímero, tanto após sete dias, quanto após 120 dias. Não foi demonstrada rejeição, infecção, necrose em nenhum dos animais do estudo. Discussão: A reação inflamatórias aguda e linfoplasmocitária mais intensa no biopolímero causou uma maior produção de células gigantes de corpo estranho. Consequentemente a isso, tivemos uma maior deposição de fibras colágenas induzidas pelo biopolímero sem que esse material induzisse a rejeição. Conclusão: O biopolímero no subcutâneo dos ratos, em nosso experimento, estimulou uma resposta inflamatória e um acúmulo de fibras colágenas que mimetiza o processo cicatricial ocorrido abaixo da uretra de mulheres submetidas a cura da Incontinência Urinária.
Abstract Introduction: The Sling surgery is considered the gold standard for the treatment of Stress Urinary Incontinence. This surgical technique uses a synthetic material in the sub urethral space to provide a framework of fibrosis and correct urinary loss. From the molasses of sugarcane by synthesis of bacteria Zoogloea sp is obtained the biopolymer from sugarcane that can be processed in the form of membrane. Our goal is to show the action of the sugarcane biopolymer compared with polypropylene, regarding the inflammatory response and induction of collagen fiber formation. Material and Methods: This is an experimental study, prospective, controlled, clinical trial type. We used 30 Wistar rats, divided into two groups of 15 animals, one had a polypropylene mesh and the other biopolymer membrane of sugarcane implanted subcutaneously in the abdominal wall. Being these animals euthanized after seven and 120 days after the procedure. We analyzed and compared the inflammatory reaction and collagen deposition induced by the materials used. Results: The acute inflammatory reaction and lymphoplasmocytary were higher in the first seven days induced by biopolymer. Being similar responses among these materials after 120 days. The collagen fibers deposition was significantly greater when induced by biopolymer, after seven days, and after 120 days. It was not demonstrated rejection, infection, necrosis of none of the animals in the study. Conclusion: The biopolymer in subcutaneous of rats in our experiment, stimulated an inflammatory response and an accumulation of collagen fibers that mimics the healing process that occurred below the urethra in women undergoing the cure of Urinary Incontinence.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2295
Aparece nas colecções:RE - Número 46 - junho de 2014

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
6.pdf508,06 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.