Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2508
Título: Colorir para agir : um contributo da educação não formal pela arte, para a paz
Autor: Santos, Catarina Mafalda Vaz
Orientador: Cardoso, Ana Paula Cardoso
Marcelino, Luísa
Palavras-chave: Violência escolar
Inserção
Educação não formal
Artes plásticas
Crianças em idade escolar
School violence
Insertion
Non formal education
Plastic arts
Children within school age
Data de Defesa: Nov-2014
Resumo: RESUMO O projeto “Colorir para Agir” procurou desenvolver um conjunto de atividades de carácter interventivo com alunos do Agrupamento de Escolas de Valongo do Vouga, no concelho de Águeda. Este projeto teve como objetivo alertar para a problemática crescente da violência escolar e contribuir para a prevenção e diminuição das práticas agressivas de crianças em idade escolar, procurando valorizar a convivência harmoniosa entre pares. Aliando a educação não formal às artes, foi concebido e implementado um programa de intervenção em que foram desenvolvidas atividades no âmbito das artes plásticas. Estas culminaram na realização de um mural gigante pintado na parede exterior da instituição, que ficou como símbolo da não violência escolar e da educação para a paz. Foi através de atividades lúdicas que o público-alvo foi sensibilizado, propiciando, simultaneamente, a interação, a participação ativa, a troca de experiências e, sobretudo, a oportunidade de as crianças serem protagonistas no processo de fortalecimento da paz. Com este trabalho foi possível, não só confirmar a presença de violência dentro das escolas, mas também constatar que as crianças estão conscientes de que é necessário fazer algo de forma a reverter esta situação. Podemos, de igual forma, verificar que os participantes ficaram sensibilizados para a participação em projetos de índole artística, tendo como instrumento a educação não formal e a educação pela arte.
ABSTRACT The Project “Colour to Act” intended to develop a set of activities with intervention characteristics with a group of students from the Grouping of Schools of Valongo do Vouga, in Águeda. This project’s aim was to alert for the growing problem of violence in School context and contribute for prevention and diminution of aggressive practices in children within school age, trying to value harmonious coexistence between peers. Conciliating non formal education with arts, it was designed and implemented an intervention program in which, plastic arts activities were developed. These activities had culminated with the building of a giant painted wall in the exterior of the Institution, which remained as a symbol of non violence in school and of education for peace. It was through ludic activities that the target audience was sensitized, creating, simultaneously, interaction, an active participation, experience exchanges and, most of all, the opportunity for children to be protagonists in the process to fortifying peace. This work made possible, not only to realize the presence of violence within schools, but also to realize that children are perfectly aware of what actions are necessary to do in order to reverse this scenery. We may, as well, verify that the participants became more sensitized for the participation in artistic projects, which have as main instrument non formal education and education through arts.
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2508
Designação: Mestrado em Animação Artística
Aparece nas colecções:ESEV - DCA - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
COLORIR PARA AGIR - Um contributo da educação não formal pela arte, para a paz.pdf2,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.