Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2584
Título: Burnout em fisioterapeutas a trabalhar nos hospitais da ARS do centro
Autor: Pais, Helena Isabel Cunha Proença Almeida
Orientador: Cabral, Lídia Rosário
Duarte, João Carvalho
Palavras-chave: Esgotamento profissional
Fisioterapeutas
Hospitais
Personalidade
Portugal
Região Centro
Satisfação profissional
Burnout, professional
Hospitals
Job satisfaction
Personality
Physical therapists
Data de Defesa: 22-Jul-2014
Resumo: Enquadramento: O fisioterapeuta, durante a execução das suas actividades profissionais, está exposto a cargas emocionais e físicas que o leva muitas vezes a um estado de exaustão emocional conhecido por Burnout Objectivos: Determinar a prevalência dos índices de burnout nos fisioterapeutas a trabalhar nos hospitais da Região de Saúde do Centro, determinar a influência das variáveis socio demográficas e profissionais e avaliar a influência das variáveis psicológicas no síndrome de Burnout Métodos: Estudo observacional, transversal, descritivo correlacional e analítico realizado numa amostra não probabilística por conveniência constituída por 85 fisioterapeutas a exercerem funções nos Hospitais da Administração Regional de Saúde do Centro. Usouse um questionário que integra um conjunto de questões direccionado a recolher dados sócio- demográficos e profissionais e pelas escalas de afectos positivos e negativos (PANAS), de personalidade de Eysenk, de Satisfação no Trabalho e o Inventario de Maslach Burnout (MBI). Resultados: A amostra é constituída maioritariamente pelo sexo feminino (84%), apresentando uma idade média de 39 anos, na sua maioria casados (57.6%), com tempo de serviço inferior ou igual a 12 anos (36.4%) e com vínculo à função pública. (53%).A maior percentagem dos participantes da amostra (45%) exibe exaustão moderada e cerca de quatro em dez elevada exaustão. A primeira e única variável a tornar-se preditora da exaustão emocional e da realização pessoal é o balanço afectivo. As variáveis preditoras da despersonalização são o neuroticismo, a extroversão e a satisfação no trabalho . Conclusão: O estado de burnout dos fisioterapeutas revela-se muito alto e concluise que os factores preditores deste síndrome são a balanço afectivo ,o neuroticismo, a extroversão e a satisfação com o trabalho. Palavras-Chave: Fisioterapeutas, Síndrome de Burnout, Satisfação no trabalho, Personalidade, Bem-estar.
Abstract Framework: The physiotherapist, during the execution of business activities, is exposed to emotional and physical burdens that often leads to a state of emotional exhaustion known as burnout Objectives: To determine the prevalence rates of burnout phy-ing us to work in hospitals in the Region Health Center, to determine the influence of socio demographic and professional variables and evaluate the influence of psychological variables in burnout Methods: An observational, cross-sectional, correlational descriptive and analytical performed in a non-probabilistic convenience sample consisting of 85-fisiote rapeutas to perform duties in Hospitals Regional Health Center. It used a questionnaire that includes a set of questions aimed to collect socio-demographic and professional data and the scales of positive and negative segments (PANAS), the Eysenck Personality, Job Satisfaction and Maslach Burnout inventory (MBI). Results: The sample is composed mostly of females (84%), with a mean age of 39 years in mostly married (57.6%), with service time less than or equal to 12 years (36.4%) and with ties to the pub-lic function. (53%). A higher percentage of participants in the sample (45%) displays moderate depletion and nearly four in ten high exhaustion. The first and only variable to become a predictor of emotional exhaustion and personal accomplishment is the emotional balance. Predictors of depersonalization are neuroticism, extroversion and job satisfaction. Conclusion: The state of burnout of physical therapists proves to be very high and it is concluded that the predictive factors of this syndrome are the emotional swing, neuroticism, and extraversion and job satisfaction. Keywords: Physiotherapists, Burnout Syndrome, satisfaction at work, Personality, Wellbeing.
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2584
Designação: Mestrado em Educação para a Saúde
Aparece nas colecções:ESSV - UESPFC - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PAIS, Helena Isabel Cunha Proença Almeida - DissertMestrado.pdfDocumento principal7,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.