Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2615
Título: Adesão ao Rastreio do Cancro do Colo do Útero e da Mama da Mulher Portuguesa
Autor: Ferreira, Manuela
Ferreira, Sofia
Ferreira, Nuno
Andrade, Joana
Duarte, João
Palavras-chave: Vigilância da saúde sexual e reprodutiva
Cancro da mama
Cancro do colo do útero
Surveillance of sexual and reproductive health
Breast cancer
Cervical cancer
Data: 2014
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Ferreira, Manuela; Ferreira, Sofia, Ferreira, Nuno, Andrade, Joana & Duarte, João (2014). Adesão ao Rastreio do Cancro do Colo do Útero e da Mama da Mulher Portuguesa. Millenium, 47 (jun/dez). Pp. 83‐96
Resumo: Resumo Enquadramento: O aumento das doenças oncológicas na mulher é uma preocupação, tanto pelo impacto na sua qualidade de vida, como nos indicadores de saúde e nos custos, assumindo por isso vital importância a adesão das mulheres ao rastreio precoce. Objetivos: Identificar os fatores associados à adesão das mulheres à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. Método: Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, não experimental, descritivo, correlacional e transversal, com uma amostra constituída por 522 mulheres, com idades compreendidas entre os 18 e os 67 anos, que frequentam os cuidados de saúde primários portugueses, no ACES Dão Lafões. Resultados: As mulheres que participaram no estudo tem uma média de idade ≤ 30 anos (25,7%), possuem maioritariamente o ensino secundário (38,5%), são casadas ou em união de facto (62,8%), têm nacionalidade portuguesa 97.7%, residem com o companheiro (72,8%), e a maioria tem 2 filhos (33.9%). Verificámos que os grupos etários, o estado civil, o agregado familiar, as habilitações literárias, a profissão e o número de filhos foram preditores da adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. A realização do autoexame da mama e os conhecimentos acerca do cancro do colo do útero mostraram ser preditores da adesão à vigilância de saúde sexual e reprodutiva. Conclusão: Os profissionais de saúde devem adotar práticas de rastreio e promover decisões informadas e seguras para a saúde das mulheres. As recomendações médicas para realização do autoexame da mama e citologia, bem como as características sociodemográficas, devem ser consideradas pelos profissionais de saúde na promoção da saúde sexual e reprodutiva da mulher.
Abstrat Background: The increase of malignancies in women is a concern, both for the impact on their quality of life, as for health indicators and costs, assuming vital importance on the adherence of women to early screening. Objectives: Identify the factors associated with adherence of women to the surveillance of sexual and reproductive health. Methods: This is a quantitative, non-experimental, descriptive, correlational and cross-sectional study with a sample of 522 women, aged between 18 and 67 years old, who attended primary health care in Portugal in the ACES Dão Lafões. Results: Women who participated in the study have an average age of ≤ 30 years (25.7%), mostly have high education (38.5%), are married or living together (62.8%), are of Portuguese nationality (97.7%), are living with the partner (72.8%), and the majority has 2 children (33.9%). We verified that age groups, marital status, household, educational qualifications, occupation and number of children were predictors of adherence to surveillance of sexual and reproductive health. Performing breast selfexamination and the knowledge about cervical cancer were shown to be predictors of adherence to surveillance of sexual and reproductive health. Conclusion: Healthcare professionals should adopt screening practices and promote informed and safe decisions for the health of women. Medical recommendations for realization of self breast examination and cytology, as well as sociodemographic characteristics, should be considered by health professionals in promoting sexual and reproductive health of women.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2615
Versão do Editor: http://www.ipv.pt/millenium/Millenium47/8.pdf
Aparece nas colecções:RE - Número 47 - dezembro de 2014

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
8.pdf217,13 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.