Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2623
Título: Ideação Suicida   em Estudantes do Ensino Superior Politécnico: Influência de Algumas Variáveis Sociodemográficas, Académicas e Comportamentais
Autor: Gonçalves, Amadeu
Sequeira, Carlos
Duarte, João
Freitas, Paula
Palavras-chave: ideação suicida
estudantes do ensino superior politécnico
fatores associados
prevalência
suicidal ideation
higher education students
associated factors
prevalence
Data: 2014
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Gonçalves, Amadeu, Sequeira, Carlos, Duarte, João & Freitas, Paula (2014). Ideação Suicida   em Estudantes do Ensino Superior Politécnico: Influência de Algumas Variáveis Sociodemográficas, Académicas e Comportamentais. Millenium, 47 (jun/dez). Pp. 191‐203
Resumo: Resumo Introdução: Este artigo procede à divulgação de alguns resultados obtidos, a partir de um estudo mais alargado, desenvolvido no âmbito do doutoramento em Ciências de Enfermagem, e nele se pretende avaliar a prevalência da ideação suicida em estudantes do ensino superior politécnico e conhecer quais os fatores, eventualmente associados, com o intuito de definir o perfil de risco para a presença de elevada ideação suicida/risco suicida. Durante a frequência do ensino superior ocorrem múltiplas mudanças na vida dos estudantes, pois trata-se de um período marcado por um conjunto de transições desenvolvimentais e académicas que podem originar algumas crises situacionais e problemas de saúde mental, tornando estes estudantes potencialmente mais vulneráveis e com risco aumentado para os comportamentos suicidários. Os comportamentos suicidários constituem, atualmente, um problema de saúde pública, sendo o suicídio a segunda causa de morte na população jovem na maioria dos países europeus. Objetivos: Determinar a prevalência da ideação suicida nos estudantes do ensino superior politécnico e analisar a sua relação com algumas variáveis sociodemográficas, académicas e comportamentais. Métodos: Estudo quantitativo, descritivo e correlacional, realizado numa amostra do tipo não probabilístico intencional, constituída por 1074 estudantes de uma instituição de ensino superior da região centro de Portugal. A colheita de dados foi efetuada através de uma plataforma online e teve por base um questionário com questões relativas à caracterização sociodemográfica e académica dos estudantes e um Questionário de Ideação Suicida (QIS) de (Ferreira & Castela, 1999). Resultados: A idade dos estudantes da amostra oscila entre os 17 e os 49 ( = 23,9 anos ± 6,107 dp), a grande maioria (64.7%) é do sexo feminino. Os resultados mostram que a presença/gravidade de pensamentos suicidas é de ( = 13.84; ± 20.29 Dp) numa escala de 0 a 180 e ponto de corte > 41 para valores sugestivos de potencial risco suicida, com base no qual foram identificados 84 estudantes (7,8%). As variáveis que produziram significância estatística com a ideação/risco de suicídio nos estudantes foram: Sexo (feminino); Estado civil (solteiro); Coabitação em tempo de aulas (viver sozinho); Desempenho académico (reprovações); Comportamentos aditivos (consumo de drogas e psicofármacos). Conclusões: Embora a prevalência de ideação suicida nos estudantes não seja elevada, encontramos na nossa amostra 84 estudantes (7,8%) com potencial risco de suicídio. Não poderemos ficar indiferentes a esta problemática pelas suas repercussões individuais, familiares e sociais. Todas as instituições de ensino superior deveriam possuir gabinetes de apoio aos estudantes e desenvolver programas de promoção da saúde mental e prevenção do suicídio em meio académico.
Abstract Introduction: This article aims to give away some of the results obtained from a larger study developed under a PhD in Nursing Sciences, whose main purpose was to assess suicidal ideation prevalence on higher education students, as well as any associated factors. While attending to higher education, multiple changes occur in the lives of young students. It is a period characterized by a set of developmental and academic changes that might lead to some crisis and mental health problems. These changes make higher education students particularly more exposed and vulnerable and more likely to present suicidal behaviours. Currently, suicidal behaviours constitute a public health issue, being suicide the second cause of death in the majority of the European countries. Objectives: To determine suicidal ideation prevalence on students of higher education and to assess its relation with some sociodemographic, academic and behavioural variables. Methods: Exploratory, quantitative and descriptive study, with a sample of 1074 students of a higher education institution in Portugal. The data collection was made through an online platform, which included a survey with questions related to the sociodemographic and academic profile of students and the Suicide Ideation Questionnaire - SIQ (Ferreira & Castela, 1999). Results: the sampled students' age oscillates between 17 and 49 years old ( = 23,9 anos ± 6,107 sd) and the majority are females (64.7%). The results obtained on SIQ show that the presence/gravity of suicidal thoughts is low ( = 13.84; ± 20.29 sd), on a scale from 0 to 180 and cut-off point > 41, however we found 84 students (7,8% of the whole sample) with suggestive values of potential suicidal risk. The variables that present statistical significance regarding suicidal ideation/suicide risk on students were: Gender (female); Marital status (single); Cohabitation during classes (living alone); Academic failure, Addictive behaviours (drugs and/or psychopharmacs abuse) Conclusions: Although the prevalence of suicidal ideation among our students sample was not high, we identified 84 students (7.8%) with potential suicide risk. Considering the individual, familiar, social and clinic repercussions of suicidal behaviours, we believe that every higher education institution must develop mental health promotion programs as well as suicide prevention in academic environments.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2623
Versão do Editor: http://www.ipv.pt/millenium/Millenium47/16.pdf
Aparece nas colecções:RE - Número 47 - dezembro de 2014

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
16.pdf244,82 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.