Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2697
Título: Espaços Íntimos e Espaços Públicos na Narrativa de Joaquim Manuel de Macedo (1820-1882)
Autor: Colombini, Maikely Teixeira
Siqueira, Joelma Santana
Palavras-chave: romance romântico
espaço ficcional
Joaquim Manuel de Macedo
A Moreninha
O Moço Loiro
Romantic novel
fictional space
Data: Nov-2014
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Citação: Colombini, Maikely Teixeira & Siqueira, Joelma Santana (2014). Espaços Íntimos e Espaços Públicos na Narrativa de Joaquim Manuel de Macedo (1820-1882). Millenium, 46-A (novembro de 2014). Número Especial temático sobre Literatura. Pp. 80-120.
Resumo: No presente trabalho monográfico, o nosso objetivo foi analisar os espaços privados e públicos nas obras A Moreninha (1844) e O Moço Loiro (1845), de Joaquim Manuel de Macedo, como espaços fenomenológicos e sociais que demarcam modos de agir e de ser dos personagens, buscando investigar se a análise desses espaços confirma ou nega a observação recorrente sobre a pequena importância social da obra do escritor. De fato, se analisarmos o romance com os olhos críticos daqueles que buscaram ver nele o realismo da escola realista ou o da escola modernista, é possível que ele seja apontado como menor, superficial, piegas em razão do sentimentalismo, da representação dos costumes e da ausência de aprofundamento na psicologia dos personagens. No entanto, é preciso observá-lo, como disse Campedelli, na perspectiva do passado, na perspectiva da visão romântica que não se encerra na pura expressão da emoção, mas também na tomada de consciência da estilização da emoção por parte do artista.
Abstract In the present monograph, our object was to analyze the private and public spaces in the Joaquim Manuel de Macedo's novels A Moreninha (1844) and O Moço Loiro (1845), as phenomenological and social spaces that highlight characters‘ ways of acting and being, seeking to investigate whether analysis of these spaces confirms or contradicts recurrent observation on the little social importance of the work of the writer. In fact, if we analyze the novel with the critical eyes of those who sought in it the realism of the realist school or the modernist school, it can be appointed as minor, superficial, maudlin sentimentality because of the representation of customs and the lack of insight into the psyche of the characters. Nonetheless, we must observe it, as Campedelli said, under the scope of the past, under the scope of the romantic vision that does not end in the pure expression of emotion, but also the awareness of the stylization of emotion by the artist.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2697
Versão do Editor: http://www.ipv.pt/millenium/Millenium46a/7.pdf
Aparece nas colecções:RE - Número 46-A - novembro de 2014

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
7.pdf734,27 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.