Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2876
Título: Quality of life in women with urinary incontinence
Autor: Fernandes, Susana
Coutinho, Emília
Duarte, João
Nelas, Paula
Chaves, Cláudia
Amaral, Odete
Palavras-chave: Urinary incontinence
Women
Quality of life
Incontinência urinária
Mulher
Qualidade de vida
Data: Jun-2015
Editora: Revista de Enfermagem Referência
Relatório da Série N.º: 5;
Resumo: Enquadramento: A Incontinência Urinária (IU) provoca alterações na Qualidade de Vida (QV) da mulher, com limitações fisiológicas, psicológicas e socioeconómicas. Objetivos: Avaliar a perceção da QV das mulheres com IU; analisar a influência do tipo de IU na QV; analisar a influência das variáveis sociodemográficas, obstétricas e ginecológicas na QV. Metodologia: Estudo transversal e analítico. Os dados foram recolhidos por questionário constituído por variáveis sociodemográficas, obstétricas e ginecológicas e o King’s Health Questionnaire. Amostra com 305 mulheres, da região centro de Portugal, com média de 50,01±10,37 anos. Resultados: As mulheres revelaram moderada qualidade de vida global, sendo que na generalidade das dimensões, esta é influenciada pela idade, nacionalidade, situação profissional atual, área de residência, índice de massa corporal, número de filhos, lesões pélvicas no trabalho de parto, peso da criança à nascença, anos de perda de urina, incontinência urinária de esforço, incontinência urinária de urgência. As mulheres com IU de esforço apresentam pior qualidade de vida. Conclusão: A incontinência urinária influencia moderadamente a QV da mulher.
ABSTRACT: Background: Urinary Incontinence (UI) impacts the Quality of Life (QoL) of women, causing physiological, psychological, and socio-economic limitations. Objectives: To assess the perception of QoL of women with UI; to analyse the influence of the type of UI on QoL; to analyse the influence of socio-demographic, obstetric, and gynaecological variables on QoL. Methodology: A cross-sectional analytic study was conducted. Data were collected using a questionnaire consisting of socio-demographic, obstetric, and gynaecological variables, and the King’s Health Questionnaire. The sample was composed of 305 women from the central region of Portugal, with a mean age of 50.01±10.37 years. Results: Overall, women showed moderate QoL. In most dimensions, QoL is influenced by age; nationality; current employment status; area of residence; body mass index; number of children; pelvic lesions during delivery; child’s weight at birth; years of urine loss; stress incontinence; urge incontinence. Women with urinary stress incontinence have a worse QoL. Conclusion: UI moderately affects the QoL of women.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2876
DOI: http://dx.doi.org/10.12707/RIV14042
Versão do Editor: https://www.esenfc.pt/rr/index.php?module=rr&target=publicationDetails&pesquisa=&id_artigo=2513&id_revista=24&id_edicao=78
Aparece nas colecções:ESSV - UEMOG - Artigos publicados em revista científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
artigo quality of life.pdf175,42 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.