Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/2958
Título: Crianças e jovens em perigo : um estudo de caso sobre o trabalho desenvolvido numa CPCJ da região norte de Portugal
Autor: Marques, Cátia Margarida Oliveira
Orientador: Mendes, Francisco
Fernandes, Rosina
Palavras-chave: Promoção e Proteção
Crianças e Jovens
Maus tratos
Risco
CPCJ
Maltreatment
Promotion and Protection
Children and Youngsters
Risk
Data de Defesa: 2015
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo descrever/compreender as situações de perigo da criança/jovem, sinalizadas numa CPCJ da região Norte do país, no período de 2011 a 2013. Para concretizar este objetivo foi recolhida uma amostra constituída por 62 processos, já arquivados, de crianças/jovens em perigo. Procurou-se, tanto quanto os processos o permitiam, caracterizar a criança e a família em que se integrava. As crianças, de ambos os géneros, apresentavam idades compreendidas entre os 0 e os 17 anos e a todos foi aplicada pela equipa da CPCJ em análise, pelo menos, uma medida de promoção e proteção. As situações de risco/perigo ocorrem de modo relativamente idêntico em ambos os géneros. Os 14 anos apresentam-se como o escalão predominante. As crianças/jovens estudadas apresentam na sua maioria o 1.º ciclo e problemas de saúde ao nível do défice cognitivo e da perturbação de hiperatividade. Na sua maioria os motivos que levaram à abertura dos processos foram situações em que a criança/jovem sofreu de negligência ao nível da saúde. Foram aplicadas com maior frequência as medidas em meio natural de vida. As causas que se encontram subjacentes ao arquivamento do processo, a sua maioria, referiram-se à situação de perigo já não subsistir. Quando analisamos a duração dos processos averiguamos que a duração mínima foi de 3 meses e a máxima de 40 meses. Concluímos que para completar os resultados obtidos no nosso estudo, seria uma mais valia realizar entrevistas aos vários profissionais que constituem a comissão restrita da CPCJ em análise.
The present work aims to describe and understand the situations of danger for the child or youngster, indicated by a CPCJ from the north of the country, between 2011 and 2013. To achieve this goal it was analyzed a sample of 62 closed processes of children and young people at danger, from both sexes, with ages between 0 and 17 years and at least with one measure of promotion and protection proposed by the CPCJ under study. The situations of risk/danger occur relatively in the same way in both sexes. The 14 years appear as the predominant age. The children/young people mostly were at the 1st cycle of school and presented health problems, such as cognitive deficit and hyperactivity disorder. The reasons that mostly led to the opening of processes have been in situations in which the child/youngster suffered from neglect in terms of health. Were applied with higher frequency measurements in natural living environment. The causes that are underlying the termination of proceedings were due to the dangerous situation no longer existed. When we analyze the length of processes we found that the minimum duration was 3 months and maximum 40 months. iv We concluded that to supplement the results obtained in our study, it would be an asset conduct interviews to various professionals who make up the core committee of CPCJ under review.
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/2958
Designação: Mestrado em Intervenção Psicossocial com Crianças e Jovens em Risco
Aparece nas colecções:ESEV - DPCE - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
capa-esev-55_2.pdf1,66 MBAdobe PDFVer/Abrir
folha-rosto-esev.pdf2,51 MBAdobe PDFVer/Abrir
Trabalho Projecto- Cátia Marques.pdf1,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.