Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/327
Título: Cuidados paliativos em oncologia veterinária
Autor: Garcia, Ana
Mesquita, João
Nóbrega, Carmen
Vala, Helena
Palavras-chave: Cuidados paliativos
Oncologia veterinária
Data: Nov-2009
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Relatório da Série N.º: 37;
Resumo: A incidência de lesões oncológicas em animais de companhia tem vindo a aumentar nos últimos anos. Este aumento ocorre devido a um variado número de razões, sendo uma das principais a actual maior longevidade dos animais de companhia (Withrow, 2001). Apesar da evolução que a oncologia veterinária tem sofrido nos últimos tempos, sabemos que, aproximadamente metade dos pacientes oncológicos, acabará por ser vitimada por esta doença e, a maior parte, necessitará de terapia para controlo da sintomatologia e da dor (Page, 2001). Tal como no homem, um animal com doença oncológica não sofre apenas com o tumor e a sua localização, mas também com vários problemas subjacentes, designadamente as síndromes paraneoplásicas. Estas síndromes são alterações induzidas pelo tumor e provocam efeitos sistémicos significativos, conduzindo a uma redução da condição geral do paciente (Simon, 2006). A caquéxia é a síndrome paraneoplásica mais comum em oncologia veterinária (Robinson & Ogilvie, 2001; Wakshlag & Kallfelz, 2006). O cuidado compassivo do animal, actualmente relevado por uma extrema manifestação de carinho, com recurso aos conhecimentos científicos mais modernos, é um dos novos desafios da Enfermagem e da Medicina Veterinária, assumindo importância crescente em todas as fases de tratamento de pacientes oncológicos. Este tipo de cuidados surge como uma reposta directa ao reconhecimento da evolução que a relação entre o animal e o proprietário tem sofrido ao longo dos últimos anos (Ogilvie, 2003). Os avanços na área de saúde veterinária, aliados ao desenvolvimento de centros de tratamento avançado, resultaram na capacidade de tratar, cada vez melhor, os animais de companhia. O desenvolvimento da área dos cuidados paliativos pressupõe o reconhecimento de que cada doente pode ser ajudado, independentemente de problemas financeiros, do tempo e do diagnóstico subjacente, recorrendo a terapias de suporte, tratamento curativo ou terapia paliativa (Ogilvie, 2003). A manutenção da qualidade de vida dos animais é o principal objectivo deste tipo de cuidados (Page, 2001; Ogilvie, 2003; Simon, 2006).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/327
ISSN: 1647-662X
Aparece nas colecções:RE - Número 37 - Novembro de 2009
ESAV - DZERV - Artigos publicados em revista científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Cuidados paliativos em oncologia veterinária.pdf75,31 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.