Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/335
Título: Quantificação do carbono fixado em povoamentos mistos no norte de portugal
Autor: Nunes, Leónia
Lopes, Domingos
Palavras-chave: Produtividade primária líquida
Ecossistemas florestais
Carbono
Data: Nov-2009
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Relatório da Série N.º: 37;
Resumo: Estudos da quantificação da produtividade nos povoamentos mistos em Portugal Continental são importantes face à escassez de informação nesta área, particularmente, no que diz respeito aos povoamentos mistos de Quercus pyrenaica e Pinus pinaster. Esta importância acresce num cenário de alterações climáticas, e também pela necessidade de adaptar medidas de gestão e de quantificar a produção, para monitorizar a evolução das áreas florestais e para inferir parâmetros qualitativos e quantitativos. Neste sentido, procedeu-se à quantificação da produtividade primária líquida (PPL) dos povoamentos analisados, uma vez que a PPL é uma variável chave que permite a monitorização da fixação de carbono atmosférico. A PPL foi estimada para 40 parcelas de amostragem do Inventário Florestal Nacional de 2005/2006 (15 parcelas de povoamentos puros de Pinus pinaster L, 15 parcelas de povoamentos puros de Quercus pyrenaica Willd. e 10 parcelas de povoamentos mistos de Quercus pyrenaica Willd. com Pinus pinaster L.), distribuídas por vários concelhos do distrito de Vila Real. Os dados apresentados têm por base valores de variáveis dendrométricas dos povoamentos em estudo, recolhidos em 3 momentos diferentes (2006, 2008 e 2009). Com base nos resultados médios do carbono fixado, verificou-se uma maior produção dos povoamentos mistos de Quercus pyrenaica com Pinus pinaster (6,710 ton C ha -1 ano. -1 ), quando comparada com os povoamentos puros de Quercus pyrenaica (5,766 ton C ha -1 ano. -1 ) ou com os povoamentos puros de Pinus pinaster (5,675 ton C ha -1 ano. -1 ). Posteriormente, procedeu-se à partição do carbono total fixado pelas diferentes componentes do ecossistema (arbórea, matos e folhada) para os povoamentos em estudo, sendo a folhada a componente que mais contribui para o carbono fixado do ecossistema. Por fim, realizou-se uma análise de variância (ANOVA) para determinar diferenças de médias entre os povoamentos em estudo, e, para um nível de significância de 5% concluiu-se que não há diferenças significativas no carbono fixado entre os povoamentos mistos e puros.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/335
ISSN: 1647-662X
Aparece nas colecções:RE - Número 37 - Novembro de 2009
ESAV - DEAS - Artigos publicados em revista científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Quantificacao_do_carbono_fixado.pdf262,04 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.