Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/378
Título: O sonho surrealista no cinema: recordando a Parceria entre Dalí e Hitchcock
Autor: Mendonça, Fernando
Palavras-chave: Cinema
Surrealismo
Dalí
Hitchcock
Data: Abr-2008
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Relatório da Série N.º: 34;
Resumo: Iniciado oficialmente em 1924, o Surrealismo é um herdeiro direto da linguagem simbolista e da revolução romântica, promotor da explosão dos sentidos e seguidor da livre associação das idéias e do inconsciente, sob o ditado do Desejo. Ah, o Desejo... Palavra que vem de desiderio, latim, tendo como raiz etimológica SID, do sânscrito, que deu sidéreo, sideral, e quer dizer estrela, luz. Luz era o sentido, a orientação (que na civilização ocidental, judaico-cristã, passou a ser a desorientação, o pecaminoso, por causa de Lúcifer, o arcanjo da Luz, o Rebelde). Se tentamos ver o Desejo como a própria luz, separado da idéia de impulso sexual, ele se apresenta como algo exterior ao ser humano, que não se inventa, não se cria e nem se faz. É. Enxergando-o nessa proporção, ele terá liberdade para se impor sobre o nosso ser e entreabrir nosso querer, revelando algo em nós que é até difícil de se conceber, devido à sua mobilidade espiritual.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/378
ISSN: 1647-662X
Aparece nas colecções:RE - Número 34 - Abril de 2008

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O_sonho_surrealista.pdf220,2 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.