Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/4117
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMartins, Rosa Maria Lopes-
dc.contributor.authorVideira, Isabel Maria Martins de Almeida-
dc.date.accessioned2017-01-27T11:53:54Z-
dc.date.available2017-01-27T11:53:54Z-
dc.date.issued2017-01-06-
dc.date.submitted2016-05-30-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.19/4117-
dc.description.abstractEnquadramento - A risoterapia é uma técnica psicoterapêutica que produz benefícios mentais, físicos e emocionais mediante o riso. Os profissionais de saúde, dadas as caraterísticas da sua profissão, são os que mais lidam com a fadiga, frustração, medo e ansiedade.Todo esse quadro gera um clima de pressão, tensão e esgotamento em ambiente do trabalho e, por isso, a terapia do riso contribui grandemente para fortalecer o desenvolvimento e crescimento pessoal, a melhoria da autoestima, confiança, e satisfação pessoal. Objetivos - Avaliar o efeito da risoterapia no humor e na felicidade dos profissionais de saúde após sessões de risoterapia e identificar fatores determinantes nesses dois constutos. Métodos - Estudo quantitativo, descritivo e correlacional. Pode ainda considerar-se como préexperimental ou quasi experimental do grupo único, como pré e pós-teste, com o objetivo de comparar resultados. A amostra é do tipo não probabilístico por conveniência, constituída por 52 profissionais de saúde que trabalham nos serviços de Cardiologia, Unidade de Cuidados Intensivos Coronários e Hemodinâmica do Centro Hospitalar Tondela-Viseu - EPE. Foram planeadas duas sessões de risoterapia: a primeira ocorreu no dia 14 de dezembro de 2015 e a segunda passado um mês, no dia 14 janeiro de 2016, tendo sido pedido aos participantes para preencherem o instrumento de colheita de dados no início e no final de cada sessão, com o objetivo de fazer um estudo comparativo entre os diferentes momentos. O instrumento de recolha de dados contém um questionário sociodemográfico e de caracterização profissional, a Multidimensional Senseof Humor Scale (MSHS), desenvolvida por Thorson e Powell (1993a), adaptação portuguesa de José e Parreira (2008), a Escala Sobre a Felicidade - ESAF (Barros, 2001). Resultados - Amostra maioritariamente feminina (73%), com idades entre os 27 e os 61 anos, com uma idade média de 40 anos (±9.567), com predomínio de enfermeiros (63.5%). Houve um ganho médio de felicidade depois de cada sessão de risoterapia, sugerindo que as sessões de risoterapia influenciam a felicidade manifestada pelos profissionais de saúde. O sexo interferiu no sentido de humor dos profissionais de saúde, particularmente na Produção e uso social do humor (p=.004), Humor adaptativo (p=.001), Atitude pessoal face ao humor (p=.048), Apreciação do humor (p=.004) e na nota global do Sentido de humor (p=.000). O tipo de horário de trabalho influenciou as dimensões Objeção ao uso do humor (p=.003) e Apreciação do humor (p=.008). A média de humor antes da primeira sessão foi de 87.00 (±8.94), tendo aumentado após o final da primeira sessão de risoterapia para 91.01 (±11.21). No final, verificou-se um aumento do humor nos profissionais de saúde (M=91.11±11.11). Conclusão - Através das duas sessões de risoterapia, verificaram-se ganhos no sentido de humor dos profissionais de saúde, reforçando o pressuposto que as sessões de risoterapia proporcionam uma mudança no estado emocional e na perceção das coisas, tornando as pessoas mais felizes, otimistas e aguçando o sentido de humor. Palavras-chave: humor, felicidade, risoterapia, profissionais de saúde.pt_PT
dc.description.abstractAbstract Background - The laughter therapy is a psychotherapeutic technique that produces mental, physical and emotional benefits through laughter. Health professionals given the characteristics of their profession, are the ones that deal with fatigue, frustration, fear and ansiedade.Todo this situation creates a climate depression, tension and exhaustion in the work environment and, therefore, the terarpia laugh It contributes greatly to strengthen the development and personal growth, improved self-esteem, confidence and personal satisfaction. Objectives - To evaluate the effect of laughter therapy on mood and happiness of health professionals after laughter therapy sessions and identify determining factors in these two constutos. Methods - Quantitative, descriptive and correlational. It can still be considered as pre-experimental or quasi experimental single group, such as pre and post-test, in order to compare results. The sample is of the non probabilistic for convenience, consisting of 52 health professionals working in cardiology services, Intensive Care Unit and Coronary Hemodynamics Centro Hospitalar Tondela-Viseu - EPE. two sessions of laughter therapy were planned: the first took place on 14 December 2015 and the second a month later, on January 14, 2016, having been asked participants to complete the data collection instrument at the beginning and end of each session, in order to make a comparative study between the different moments. The data collection instrument contains a socio-demographic and professional characterization questionnaire, the Multidimensional Senseof Humor Scale (MSHS), developed by Thorson and Powell (1993a), Portuguese adaptation of José and Parreira (2008), the Scale About Happiness - ESAF (Barros, 2001). Results - The sample was predominantly female (73%), aged between 27 and 61 years, with a mean age of 40 years (±9,567), with a predominance of nurses (63.5%). There was an average gain of happiness after each session of laughter therapy, suggesting that laughter therapy sessions influence the happiness manifested by health professionals. Sex interfered in the sense of humor of health professionals, particularly in the production and social use of humor (p=.004), Adaptive mood (p=.001), Personal attitude toward humor (p = .048), Appreciation of Humor (p=.004) and the overall Sense of Humor note (p=.000). The type of working hours influenced the dimensions Objection to the use of humor (p=.003) and Appreciation of humor (p=.008). The mean mood before the first session was 87.00 (± 8.94), increasing after the end of the first session of risotherapy to 91.01 (± 11.21). At the end, there was an increase in mood in health professionals (M=91.11±11.11). Conclusion - Through the two sessions of laughter therapy, there were gains in the sense of humor of health professionals, reinforcing the assumption that laughter therapy sessions provide a change in the emotional state and perception of things, making people happier, optimistic and sharpening the sense of humor. Keywords: humor, happiness, laughter therapy, health professionals.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectFelicidadept_PT
dc.subjectHumor e sentido de humor como assuntopt_PT
dc.subjectPessoal de saúdept_PT
dc.subjectRisopt_PT
dc.subjectSatisfação profissionalpt_PT
dc.subjectTerapia do risopt_PT
dc.subjectHappinesspt_PT
dc.subjectHealth personnelpt_PT
dc.subjectJob satisfactionpt_PT
dc.subjectLaughterpt_PT
dc.subjectLaughter therapypt_PT
dc.subjectWit and humor as topicpt_PT
dc.titleEfeitos da risoterapia no humor e na felicidade dos profissionais de saúdept_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.nameMestrado em Enfermagem de Reabilitaçãopt_PT
dc.identifier.tid201556227pt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Médicaspt_PT
Aparece nas colecções:ESSV - UER - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
IsabelMariaMartinsAlmeidaVideira DM.pdf1,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.