Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/415
Título: Manuel de Pina Cabral. Notas biográficas de um (des)conhecido latinista do século XVIII
Autor: Nunes, João Rocha
Palavras-chave: Manuel de Pina Cabral
Biografia
Data: Fev-2006
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Relatório da Série N.º: 32;
Resumo: Algumas figuras pelo facto de se notabilizarem em determinadas épocas tiveram a particularidade de permanecer na memória colectiva no decurso dos séculos. Ao invés, a passagem inexorável dos anos condenou ao ostracismo certos vultos da política e da cultura que, assim, foram relegados para o limbo do esquecimento. Não procurarei aqui determinar a razão de ser deste facto. Certo é que Manuel de Pina Cabral foi um desses homens, que se evidenciou na sua época, mas que depois da morte foi ostracizado pelo devir do tempo. Notável latinista do século XVIII, com um percurso igualmente notável na Ordem Terceira Regular de S. Francisco 2 , a obra que deixou foi esquecida e a sua vida encontra-se envolta por uma nebulosa. Este estudo, trazido a lume sensivelmente dois séculos depois da morte de Frei Manuel de Pina Cabral, pretende traçar o percurso biográfico de um homem cuja existência foi dedicada ao estudo do latim e à instituição religiosa que o acolheu: a Ordem Terceira. Trata-se, assim, de tentar perscrutar as origens familiares do latinista, a carreira e as obras que publicou no decurso da sua vivência (segunda metade do século XVIII e primeiro decénio da centúria de oitocentos).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/415
ISSN: 1647-662X
Aparece nas colecções:RE - Número 32 - Fevereiro de 2006
ESEV - DCDM - Artigos publicados em revista científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MANUEL DE PINA CABRAL.pdf1,56 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.