Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/427
Título: A pequena sereia: arquétipo da adolescência
Autor: Silva, Ernestina Maria
Silva, Daniel Marques
André, Suzana Maria
Palavras-chave: Adolescência
Interacções parentais
Data: Mai-2005
Editora: Instituto Politécnico de Viseu
Relatório da Série N.º: 31;
Resumo: O actual fascínio pela adolescência é um fenómeno relativamente recente na história do desenvolvimento psicossocial do ser humano e, mais ainda, na história do seu estudo e compreensão. É na segunda metade do século XX que se inicia a grande profusão de investigações nesse domínio. O primeiro livro – Adolescence – foi escrito pelo americano Stanley Hall, em 1905. Segundo ele o adolescente opunha-se à criança pela intensa vida interior de reflexão sobre os sentimentos vivenciados. Era uma visão conflitual e que negligenciava os factores sócio culturais que se vieram posteriormente a considerar como fundamentais (Monteiro e Santos, 1998). Na mesma época S. Freud publica os “Três ensaios sobre a teoria da sexualidade”, obra que trouxe uma gigantesca contribuição à compreensibilidade da sexualidade infantil, bem como às transformações da puberdade (Dias e Vicente, 1984). É um período de limites controversos, tanto no seu início como no seu terminus, principalmente em termos de limites cronológicos. O seu início é associado ao início da puberdade (aparecimento da menarca/aparecimento da ejaculação) e o seu fim à aquisição de uma identidade sexual fixa e também à formação do carácter (Sampaio, 1994).
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/427
ISSN: 1647-662X
Aparece nas colecções:RE - Número 31 - Maio de 2005
ESSV - UESPFC - Artigos publicados em revista científica
ESSV - UECA - Artigos publicados em revista científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
A pequena sereia.pdf174,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.