Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/4508
Título: Delinquência juvenil na perspetiva dos professores e das crianças e jovens
Autor: Ferreira, Joana Isabel Dias
Orientador: Martins, Emília
Mendes, Francisco
Palavras-chave: Delinquência Juvenil
Professores
Adolescentes
Fatores de Proteção
Fatores de Risco
Juvenile Delinquency
Risk Factors
Protective Factors
Teenager
Teacher
Data de Defesa: 13-Jun-2016
Resumo: problemática em estudo, delinquência juvenil, trata-se de um conceito complexo e ambíguo que emerge na adolescência, sendo o meio crucial para a sua evolução negativa ou positiva. Com isto, a escola revela-se um fator de proteção ou risco, tornando os docentes agentes dessa mudança. O estudo apresentado procura compreender a perceção que 28 docentes e 116 jovens têm desta temática, atendendo a variáveis sociodemográficas, profissionais e académicas. Entre os alunos, 59,3% são do género feminino, 75,6% de meio rural e um intervalo de idades dos 14 aos 20 anos. Nos professores, 64,3% são femininos, 96,4% provenientes de meio urbano e um intervalo de idades dos 38 aos 64 anos, com 53,6% a pertencerem ao departamento de ciências e 82,1% a lecionar no secundário. Para a análise dos dados utilizou-se o programa informático SPSS para o Windows, versão 23. Os resultados em relação à delinquência juvenil auto-relatada indicaram a existência de diferenças em função do género, do meio e dos diferentes níveis de escolaridade. Em relação à delinquência juvenil percecionada pelos professores, apenas se verificaram diferenças em função da experiência profissional. Delinquência juvenil auto-relatada e percecionada correlacionam-se significativamente e de forma positiva com a idade.
The issue under evaluation, juvenile delinquency, is a complex and ambiguous concept that emerges in adolescence, making their environment the crucial means for their negative or positive development. With this, school proves to be a protective or risk factor, appointing teacher’s agents of change. The present study seeks to understand the perception that 28 teachers and 116 young people have about this issue, considering socio-demographic, professional and academic variables. The sample collected primarily consist in; students, females (59.3%), rural (75.6%) and with a range of ages from 14 to 20 years old. Teachers, females (64.3%), urban areas (96.4%), science department (53.6%) and secondary education taught cycle (82.1%), with the age range 38 after 64 years. For data analysis, we used the SPSS software for Windows, version 23. The results regarding self-reported juvenile delinquency indicated that there were differences in gender, environment and in different levels of schooling. In relation to juvenile delinquency perceived by teacher’s differences were verified per professional experience. In correlations, self-reported and perceived juvenile delinquency correlates significantly and in a positive way with age.
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/4508
Designação: Mestrado em Intervenção Psicossocial com Crianças e Jovens em Risco
Aparece nas colecções:ESEV - DPCE - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Projeto Final Joana Ferreira.pdf911,23 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.