Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/4776
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorDuarte, João Carvalho-
dc.contributor.advisorRua, Marília-
dc.contributor.authorGandarinho, Andrea Couto-
dc.date.accessioned2018-01-03T10:54:19Z-
dc.date.issued2017-10-25-
dc.date.submitted2016-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.19/4776-
dc.description.abstractIntrodução: O sono é uma necessidade essencial ao ser humano, e a restauração física que promove é importante para o bem-estar do doente. Sabe-se que em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI´s) o sono é geralmente pobre e fragmentado, tendo consequências nefastas que impedem ou atrasam a recuperação dos doentes críticos. Objetivo: Identificar os fatores que afetam a qualidade do sono dos doentes internados em UCI e estratégias desenvolvidas para a promover. Métodos: A realização desta revisão sistemática da literatura seguiu os princípios propostos pelo Cochrane Handbook. A pesquisa foi realizada em 3 bases de dados científicas distintas (Pubmed, EBSCO e Embase), e os artigos seleccionados de acordo com a metodologia PI[C]OD. Foram incluídos artigos desde 2006 até 29 de Agosto de 2016. A análise crítica, a extração e a síntese dos dados foi realizada por dois investigadores isoladamente. Resultados: Foram incluídos 6 estudos envolvendo um total de 672 doentes. Os resultados comprovam que o sono na UCI é pobre e fragmentado e que as causas são multifatoriais, englobando fatores intrínsecos aos doentes, fatores externos (ambientais) e fatores inerentes aos profissionais de saúde, sendo os que mais se evidenciam o ruído, as intervenções profissionais, a dor e as luzes. Estratégias como o redução dos volumes de equipamentos, uso de tampões e máscaras nos olhos, agrupar intervenções dos profissionais de saúde durante o período nocturno e avaliar regularmente a dor e analgesia parecem ser eficazes na promoção do mesmo. Conclusão: Os profissionais de saúde devem estar conscientes dos fatores que afetam o sono dos doentes para assim poderem planear as suas intervenções, e adoptar medidas que promovam um ambiente propício a um sono reparador. Descritores: sono, unidade de cuidados intensivos, qualidade do sono, interrupção do sono, privação sono.pt_PT
dc.description.abstractAbstract Introduction: Sleep is an essential necessity for every human being, and the physical restoration it promotes is important for the well-being of the patient. It is known that in Intensive Care Units (ICUs) sleep is generally poor and fragmented, with harmful consequences that prevent or delay the recovery of critically ill patients. Objective: Identify the factors that affect the quality of sleep of patients admitted to ICU and strategies used to promote it. Methods: The undertaking of this systematic literature review followed the principles proposed by the Cochrane Handbook. It was performed on 3 different scientific databases (Pubmed, EBSCO e Embase), and the articles were selected according to PICO methodology. Articles from 2006 to 29 August 2016 were included. The critical analysis, extraction and synthesis of data were performed by two independent reviewers. Results: Six studies involving a total of 672 patients were included. The results confirmed that sleep in the ICU is poor and fragmented and that the causes are multifactorial, including factors intrinsic to patients, external factors (environmental) and factors inherent to health professionals. Noise, professional interventions, pain and brightness were the most evident. Strategies such as reducing equipment volumes, use of earplugs and masks in the eyes, grouping interventions of health professionals during the night and regularly assessing pain and analgesia appear to be effective in promoting the same. Conclusion: Health professionals should be aware of the factors that affect patients' sleep in order to plan their interventions and adopt measures that promote an environment favorable to restful sleep. Keywords: sleep, intensive care unit, sleep quality, sleep disruption, sleep deprivation.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsembargoedAccesspt_PT
dc.subjectRevisãopt_PT
dc.subjectSonopt_PT
dc.subjectUnidades de cuidados intensivospt_PT
dc.subjectIntensive care unitspt_PT
dc.subjectReviewpt_PT
dc.subjectSleeppt_PT
dc.titleA qualidade do sono em unidades de cuidados intensivos : uma revisão sistemática da literaturapt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
dc.date.embargo2020-10-25-
thesis.degree.nameMestrado em Enfermagem Médico Cirúrgicapt_PT
dc.identifier.tid201755289pt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Médicaspt_PT
Aparece nas colecções:ESSV - UEMC - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
AndreaCoutoGandarinho_DM.pdf1,42 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.