Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.19/4879
Title: Persistência Poliglota - Diferentes Necessidades de Armazenamento de Dados
Author: Gomes, Tiago Alexandre Nunes
Advisor: Lacerda, Ana Cristina Wanzeller Guedes de
Keywords: Persistência Poliglota
Modelo de Dados
Bases de Dados
Sistemas de Gestão de Bases de Dados
NoSQL
Modelo Relacional
Defense Date: 20-Mar-2018
Abstract: A necessidade crescente de se armazenarem grandes quantidades de dados, de forma a prover serviços escaláveis, obrigou à procura de novas soluções, ao longo do tempo. No decurso da história podem enumerar-se diversos sistemas de dados: o hierárquico, o em rede, o relacional, o orientado a objetos, o objeto-relacional e, mais recentemente, o NoSQL. Todos estes sistemas tentaram dar resposta a diferentes realidades do armazenamento de dados, indo ao encontro dos problemas de cada época. Devido à necessidade de se aproveitarem as vantagens que cada tipo de base de dados oferece, surgiu o conceito de Persistência Poliglota, que traduz a integração de vários tipos de bases de dados num só sistema. Esta abordagem tem como objetivo retirar o melhor de cada base de dados, apresentando uma solução fiável e alternativa aos sistemas com apenas um tipo de base de dados. Como tal, este trabalho visa a análise da abordagem de Persistência Poliglota para comparar sistemas compostos por diversos sistemas de gestão de base de dados versus os que utilizam apenas um motor de base de dados, de modo a verificar se esta abordagem é útil e vantajosa. Desta forma, elaborou-se uma prova de conceito, com base num problema proposto, com o objetivo de se analisarem dois sistemas, um único e outro poliglota, tendo por base três volumes de dados diferentes. Para isto, foi necessário proceder-se à análise e escolha dos sistemas de gestão de base de dados a utilizar e montar os ambientes de teste, para ambos os sistemas. Com recurso a várias consultas individuais (a cada base de dados) e globais (conjunto das bases de dados que compõem o sistema poliglota), foram analisados os resultados obtidos com recurso à métrica de medição do desempenho relativa aos tempos de consulta. O trabalho e os resultados obtidos evidenciaram um aumento do desempenho, quanto à utilização individual das bases de dados. Perante o conjunto das bases de dados, apesar de um ligeiro aumento, nota-se que os resultados não são claros e que carecem de uma investigação mais profunda. Por fim, é possível afirmar que a abordagem poliglota é principalmente útil em sistemas complexos, onde o volume de dados é elevado, e onde se pretende armazenar diferentes tipos de dados.
ABSTRACT: The increasing need to store large amounts of data in order to provide scalable services has forced the search for new solutions over time. In the course of history, several data systems can be enumerated: hierarchical, network, relational, object-oriented, object-relational, and, more recently, NoSQL. All these systems tried to respond to different realities of data storage, meeting the problems of each era. However, due to the need to take benefit from all the advantages that each type of database offers, the concept of Polyglot Persistence has emerged, which allows the integration of several types of databases in a single system. This approach aims to get the best out of each database, presenting a reliable and alternative solution to systems with only one type of database. As such, this work aims at the analysis of Polyglot Persistence approach to compare systems composed of several database management systems versus those using a single database engine, in order to verify if this approach is useful and advantageous. In this way, a proof of concept was elaborated, based on a proposed problem, with the objective of analyzing two systems, a single and another polyglot, based on three different data volumes. For this, it was necessary to proceed to the analysis and choice of the database management systems to be used and to assemble the test environments, for both systems. Using a number of individual queries (for each database) and global queries (set of databases that make up the polyglot system), the results obtained were analyzed using the performance metric relative to the query times. The work and the results obtained showed an increase in the performance, regarding the individual use of the databases. In spite of a slight increase, the results are not clear and need further investigation. Finally, it is possible to affirm that the polyglot approach is mainly useful in complex systems, where the volume of data is high, and it is intended to store different types of data.
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/4879
Designation: Sistemas e Tecnologias de Informação para as Organizações
Appears in Collections:ESTGV - DI - Dissertações de mestrado (após aprovadas pelo júri)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Tiago_Gomes.pdf2,47 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.