Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.19/5123
Título: Práticas promotoras da inclusão de crianças com incapacidade intelectual : um estudo de caso no 1º ciclo do ensino básico
Autor: Correia, Andreia
Orientador: Ribeiro, Esperança Jales
Palavras-chave: Incapacidade intelectual
Inclusão
Ensino básico - 1º ciclo
Intellectual disability
Inclusion
1st cycle of basic education
Data: 9-Set-2016
Resumo: A educação deve ser uma estrutura educativa de suporte social que se ajuste a todos os alunos, independentemente das suas condições físicas, sociais, étnicas, religiosas, linguísticas, ou outras, que aceite as diferenças, que apoie as aprendizagens, promovendo uma educação diferenciada e que responda às necessidades individuais, preconizando uma política educativa que promova uma educação inclusiva de todos os alunos. É neste contexto que se desenvolve o presente trabalho, que pretender responder à seguinte questão de investigação: Em que medida as práticas implementadas pelas professoras são promotoras da inclusão de uma aluna com incapacidade intelectual no 1.º ciclo do ensino básico? O trabalho empírico seguiu uma metodologia de investigação qualitativa - estudo de caso - cuja recolha de dados foi realizada através de guiões de entrevista semiestruturada, observações naturalistas, análise documental e aplicação de sociogramas. A criança em estudo tem 11 anos de idade, frequenta o 4º ano de escolaridade do 1º ciclo do ensino básico, com diagnóstico de incapacidade intelectual. Para se poder dar resposta à questão de investigação, teve-se como participantes a professora titular de turma e a professora de educação especial da aluna em questão e os colegas de turma (N=20). Os resultados apurados permitiram responder à questão de investigação e atingir os objetivos inicialmente traçados, tendo-se verificado que, fora da sala de aulas, a aluna usufrui da terapia da fala e da terapia ocupacional. A professora de educação especial apoia a aluna, dentro e fora, da sala de aulas. A aluna tem igualmente acompanhamento por parte das estagiárias de Educação Social no refeitório e na biblioteca, as quais dão continuidade a conteúdos de cariz funcional de preparação para a sua autonomia pessoal e social. As áreas mais trabalhadas têm sido a leitura, a escrita, a motricidade fina e o grafismo, onde revela mais dificuldades. A aluna faz os trabalhos sempre na forma de rotina. As entrevistadas referiram a tutoria de pares como um estratégia implementada para a inclusão da aluna, no sentido de identidade e a cooperação, o que tem resultado no respeito por parte dos colegas que a ajudam muito, interagindo com ela mesmo no recreio. Também os dados dos testes sociométricos revelaram, na generalidade, que a aluna com incapacidade intelectual é igualmente escolhida pelos seus pares, ainda que com reduzida frequência
Education should be an educational structure of social support that fits all students, regardless of their physical, social, ethnic, religious, linguistic, or other, to accept differences, to support the learning, promoting a differentiated education and that responds to individual needs, advocating an educational policy that promotes inclusive education of all students. It is in this context that develops this work, you want to answer the following research question: To what extent the practices implemented by teachers are promoting the inclusion of a student with intellectual disabilities in the 1st cycle of basic education? The empirical work followed a qualitative research methodology - case study - whose data collection was performed through scripts semi-structured interviews, naturalistic observations, document analysis and application sociograms. The child in the study is 11 years old, attends the 4th grade of the 1st cycle of basic education, with a diagnosis of intellectual disability. To be able to answer the research question, had as participants the class holder teacher and special education teacher of the student in question and his classmates (N = 20). The results obtained allowed to answer the research question and achieve the initial goals, and it was found that out of the classroom, the student enjoys the speech therapy and occupational therapy. The special education teacher supports the student inside and outside the classroom. The student also has monitoring by the trainees of Social Education in the cafeteria and the library, which are continuing the functional nature of content preparation for their personal and social autonomy. The more worked areas have been reading, writing, fine motor skills and graphics, which reveals more difficulties. The student does the work always in the form of routine. Subjects reported peer tutoring as a strategy implemented to include the student in the sense of identity and cooperation, which has resulted in the respect from colleagues that help a lot by interacting with it even in the playground. Also the data of sociometric tests revealed, in general, the student with intellectual disability is also chosen by their peers, albeit with reduced frequency
URI: http://hdl.handle.net/10400.19/5123
Designação: Formação Especializada em Educação Especial - Domínio Cognitivo e Motor
Aparece nas colecções:CI&DETS - Outros (que sejam considerados relevantes e após decisão unânime)
ESEV - DPCE - Outros (que sejam considerados relevantes e após decisão unânime)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Projeto 14_9_2016.pdf1,55 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.